fbpx

Geraldo Alckmin recebe ultimato do “Centrão” para subir nas pesquisas

 


A data-limite seria 19 de setembro para o candidato do PSDB ao Planalto sair dos 7% de intenção de votos.

Depois de garantir a mais ampla aliança na corrida presidencial ao tucano Geraldo Alckmin, integrantes dos partidos do “Centrão” — formado por PRB, PR, DEM, PP e SD — iniciam pressão e chegam a dar prazos para o ex-governador de São Paulo descolar dos 7% verificados até agora nas pesquisas eleitorais.

Nas contas de parlamentares do bloco mais fisiológico do Congresso, a data-limite seria 19 de setembro, considerando não apenas uma melhor performance de Alckmin, mas também a capacidade de transferência de votos do petista Luiz Inácio Lula da Silva para o ex-prefeito paulista Fernando Haddad.

Os tucanos e os aliados mais fiéis, por sua vez, acreditam que os números até aqui não representam uma estagnação, dada a ausência da campanha na televisão — o principal objetivo de Alckmin ao formar a ampla aliança, garantindo 11 dos 25 minutos por programas no rádio e na TV.

O horário eleitoral gratuito começa na sexta-feira da próxima semana, 31 de agosto, o que daria ao tucano cerca de 15 dias para mudar o atual quadro das pesquisas, evitando a debandada de aliados para candidatos colocados nas primeiras posições.

Fonte: Tarciso Morais – RENOVA Mídia

Sobre o Colunista

Redação TL

Redação TL

2 Comentários

Clique aqui para comentar

  • O que podemos concluir com isso?
    Bando de Urubus!

    A carniça é destruída, logo voam para outra carniça.
    Deus ajudará Bolsonaro a modificar o quadro político do país, isso não pode continuar assim! É imoral!
    Uma democracia de Direito não pode se desenvolver a mercê da politicagem!

    Deus tem que nos ajudar!

  • Resta saber se Bolsonaro vai aceitar esse abraço de urso do centrão. Vejam o que aconteceu com a estupida decisão da Ana Amélia. Trocou uma eleição certa por um lugar na foto com os maiores CORRUPTOS do Brasil. Resultado, revoltou até os seus próprios eleitores, tanto que, ela teve de se explicar, sem convencer que ela sozinha conteria a sanha da maioria corrupta de sua chapa. Pouca gente vai acompanhar a noiva mais cobiçada das eleições. Simples assim.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...