fbpx

Glenn Greenwald diz que conluio entre Moro e procuradores prejudicou Lula

 


O fundador do The Intercept Brasil, Glenn Greenwald, disse que houve “conluio” entre o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro e os procuradores da Lava Jato em Curitiba, para “fraudar a democracia e agir com parcialidade”.

A declaração foi dada ontem (25) em audiência na Câmara dos Deputados, que durou seis horas e meia. 40 deputados do governo e da oposição, se alternaram para falar contra e a favor do jornalista.

Para Greenwald, um dos principais prejudicados pelo suposto “conluio” foi o ex-presidente Lula e as trocas de mensagens reveladas pelo site mostram que Moro era o “chefe da força-tarefa da Lava-Jato”.

Glenn ainda disse que o Intercept  estaria enfrentando as pessoas mais poderosas do país e que isso resultou em ameaças contra a sua vida e a de sua família. Ele afirmou que vai continuar o trabalho de divulgação do “lado obscuro da Lava Jato”.

Alguns dos deputados presentes à audiência formalizaram um pedido para que a Câmara garanta a segurança do fundador do site The Intercept.

*Com Agência Câmara Notícias

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

22 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Viva Moro e a Lava Jato. Esse crime cometido só aumentou nosso prestigio pelo ministro e a LJ. Que a esquerda chore muito.

  • Viva Moro!

    “Verde Valdo” deve pagar pelo crime que cometeu contra o MINISTRA DA JUSTIÇA do Brasil!

  • esse forasteiro boçal que vive sua lua de lama com outro esquerdista aqui no Brasil tem que ser no mínimo preso, não passa de um vigarista, uma marionete dos comunas. Nada nele é aproveitável.

  • O jornalista tem sigilo da fonte e o Glen teve que lembrar isso aos deputados governistas ontem. Não estamos em Cuba. Nos EUA, ele fez a mesma coisa e recebeu prêmios, aqui querem o criminalizar. Engraçado, ninguém falou em hacker, essa tese surgiu após os vazamentos vinda de Moro (Deltan não entregou o celular para perícias e eles desfizerem dos aparelhos), provavelmente a origem do material é de algum delegado ou procurador da lava jato, pois, as conversas corriam e com certeza alguém estava se protegendo, lembra do caso JBS? Procuradores da lava jato até o pescoço ali. Provavelmente, a trairagem tá correndo solta na lava jato. O jornalista do INTERCEPT apenas recebeu o material e divulgou. Fácil. O pavão misterioso apenas confirma a veracidade e gravidade das conversas obtidas, uma vez verificado o medo delas (que Moro não nega, não pode, e ainda pede desculpas ao MBL), que ilegais não prejudicam Moro e lava jato, apenas anulam um dos processos, a saber, o do inimigo deles. Ainda tem as denúncias do Tacla Duran. As acusações dele, mediante arquivos gravados, foram periciadas na Espanha e aceitas. Até o presidente do Equador foi preso por causa deste delator que acusa um amigo intimo de Moro de pedir suborno em nome da lava jato, nunca investigado mesmo com provas. Ainda tem o caso dos executivos da Odebretch que receberam 15 milhões em acordo para delação (78 executivos autorizados a viajar pelo cruel Moro até 6 vezes por ano), tá lá na recuperação judicial com prioridade, acho que já pago, mesmo sem pagar os demais empregados que estão sofrendo com suas famílias. A interpol e a polícia de vários países determinou a desconsideração de ordem de prisão de Moro (somente dele) por afirmarem que ele não é imparcial (lá fora já tem noção mais acurada das coisas que estão acontecendo). Muitas águas vão rolar. Aguardando que o Queiroz delate. Aguardando que o Instituto Indigo sofra uma busca e apreensão. Aguardando que Bolsonaro pare de mandar propostas formalmente e materialmente inconstitucionais para o Congresso rejeitar e ele dizer que tá sendo boicotado, mesmo com tantos ministros investigados ou condenados e o líder do Senado ser raposa velha (a velha política ficou mais perigosa com essa mania de jogar o povo contra instituições democráticas, ruim interpretação do art.142 que pode gerar crime de responsabilidade e outros crimes). Mas, todos são inocentes até o trânsito em julgado. oremos pelo Brasil agora que tá melhor que qualquer seriado com altas reviravoltas está. Aliás, cadê a NOTICIA DO MILITAR COM DROGAS NO AVIÃO PRESIDENCIAL? Muitas águas vão rolar.

  • VerdeValdo já passou na PF para fazer perícia nos supostos dados hackeados que ele participou?

    até agora ele tá fugindo da PF para averiguação, ele não é íntegro, passa lá.

  • Tão dando “IBOPE” demais pra esse cara e o seu “Interjegue”. Está só pra encher o saco. Tem que deportar esse “jornalista esquerdóide mercenário”. Tá querendo chamar a atenção…

  • Os jornalistas de grandes empresas tem peritos profissionais em suas equipes, no mundo todo, vide filme do THE POST. Com certeza o material já foi periciado e mais o Deltan não quis entregar o celular dele. Mas, cá pra nós, acho que não tem hacker algum, isso foi conversa e vídeos gravados por colegas da lava jato ou recebidos há mais tempo por investigados, alguns afirmam ter sido chantageados, sei não…Bom, a lei que permitia deportar o Glen, como fez o luladrão, foi revogada, então não há razão para deportação. No mais, isso é liberdade de imprensa, não podemos nos igualar aos petistas em seu fanatismo, vamos aguardar o que virá por aí

  • Falta provar que é tudo verdade. A fonte ser sigilosa não é garantia de qualidade. Essas reportagens só servem para jogar bosta para qualquer lado. É isso que faz a impressa marrom.

  • Se a informação ‘hackeada’ não serve como prova como pode alguem diante do Congresso afirmar que existiu conluio sem nunca ter examinado todo o processo

    Obviamente que isso é um ataque político vindo de alguem que possui imunidade parlamentar e não é parlamentar!

    Isso tudo é estratégia da Esquerda para dividir o apoio parlamentar do governo Bolsonaro pra atrapalhar a governabilidade e a aprovação da Reforma da Previdência.

  • É piada, não é?! O cara defende um ataque cibernético contra um MINISTRO DA JUSTIÇA e ainda dão a palavra à ele num PUTEIRO que é a Câmara Federal… Não é possível que um cara desses ainda não foi preso aqui no Brasil. Ah, mas é claro! ISSO AQUI É BRASIL.

  • Aaaaah claro! Quer dizer que eu roubo, daí vou preso e é claro que a polícia e o juíz me prejudicou né!

  • Cadê o pessoal da “direita” para usar seu poder político e/ou de influência para pôr esse vigarista na cadeia? Por isso que a esquerda ganha tudo!
    .
    Até agora não ouvi ninguém dizer que esse cara está sob investigação; ninguém dizer que ele será processado; deportado ou qualquer coisa que caiba… sequer estão tentando – de maneira efetiva – condená-lo no “tribunal da opinião pública”

  • “Glenn ainda disse que o Intercept estaria enfrentando as pessoas mais poderosas do país.”

    Deve ser piada.

  • Um plano orquestrado para desestabilizar o Ministro Moro. A ORCRIM e seus tentáculos espalhados igual a Tiririca pelo Brasil, precisa de um nocaute certeiro.

  • O poste tá mijando no cachorro, bandidos interrogando e agredindo um juiz correto é puro surrealismo à brasileira. Que venha o BNDES, para o desespero dos corruptos covardes.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...