fbpx

Glenn Greenwald e David Miranda foram processados na justiça trabalhista do Rio de Janeiro

Glenn Greenwald
 


Glenn Greenwald, jornalista do Intercept, e David Miranda, deputado federal pelo PSOL, foram processados no Rio de Janeiro pela contratação informal de um caseiro que não recebeu os direitos trabalhistas. Eles reconheceram a procedência, formalizaram o vínculo retroativo em abril deste ano e terão que indenizar a família.

Fabio Marchezi da Silva teria trabalhado para os dois entre outubro de 2015 e novembro de 2017, aproximadamente dois anos e um mês, sem registro em carteira.

As partes declaram que a transação é composta de 100% de parcelas de natureza indenizatória, correspondentes a férias + 1/3 (R$ 2.086,25), FGTS (R$ 11.000,00), multa do §8º do art. 477 da CLT (R$ 2.342,50), multa do art. 467 da CLT (R$ 1.171,25) e vale-transporte (R$ 5.000,00), sobre as quais não há incidência de contribuição previdenciária.“, conforme consta na conciliação.

Aparentemente, o trabalhador tinha filhos de menor idade, faleceu e a família entrou na justiça.

Segundo consta no documento, Glenn e David não compareceram na audiência.

O processo pode ser encontrado no site do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, no menu “Consulta Processual“, na opção “Consulta Processos Eletrônicos PJe“, sob o número 0100966-67.2018.5.01.0072.

Confira abaixo o documento na íntegra


72ª VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO

 

TERMO DE AUDIÊNCIA RELATIVO AO PROCESSO 0100966-67.2018.5.01.0072

 

 

Em 02 de abril de 2019, na sala de sessões da 72ª VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO/RJ, sob a direção da Exmo(a). Juíza HELOISA JUNCKEN RODRIGUES, realizou-se audiência relativa a AÇÃO TRABALHISTA – RITO SUMARÍSSIMO número 0100966-67.2018.5.01.0072 ajuizada por FABIO MARCHEZI DA SILVA em face de DAVID MICHAEL DOS SANTOS MIRANDA CPF: 123.940.737-80, e GLENN EDWARD GREENWALD – CPF: 059.876.727-40.

Às 14 horas, aberta a audiência, foram, de ordem da Exmo(a). Juíza do Trabalho, apregoadas as partes.

Presente os dependentes do reclamante FABIO MARCHEZI DA SILVA-espólio, Sr(a). FABIO MARCHEZI DA SILVA JUNIOR (filho), CPF 194.576.967-00, Juciara Edilene Oliveira de Souza (companheira) CPF: 034.016.157-42 – representando os filhos menores FERNANDA EDUARDA OLIVEIRA MARCHEZI e FABIANA OLIVEIRA MARCHEZI, acompanhado(a) do(a) advogado(a), Dr(a). Ana Beatriz Bastos Seraphim, OAB nº 53883/RJ.

Ausente o reclamado DAVID MICHAEL DOS SANTOS MIRANDA e GLENN EDWARD GREENWALD, representados pela advogado(a), Dr(a). EVELYN MELO SILVA, OAB nº 165970/RJ.

CONCILIAÇÃO:

Os reclamados pagarão aos dependentes a importância líquida e total de R$ 21.600,00, em cinco parcelas de R$ 4.320,00, todo dia 08 de cada mês, ou primeiro dia útil subsequente, iniciando no dia 08/04/2019, sendo o valor de R$2.016,00 na c/p da Sra Juciara Edilene Oliveira de Souza (companheira), CPF: 034.016.157-42, banco CEF, ag. 4747 op-013, c/p-00010274-6, R$1.008,00 na c/p da Sra Dulce Maria Marchesi da Silva (avó do dependente FABIO MARCHEZI DA SILVA JUNIOR), CPF: 051.404.317-26, Banco Bradesco, ag. 1803, c/p 6558939-7 e R$1.296,00, na c/c advogado(a), Dr(a). Ana Beatriz Bastos Seraphim, CPF: 751.520.887-20, Banco Itaú, ag. 0477, c/c 57502-1.

Os reclamados procederão à anotação na CTPS do autor com data de admissão em 01/10/2015 dispensa em 17/11/2017, último salário de R$ 2.350,00, função de caseiro.

A CTPS do autor é entregue, nesta data, à patrona dos reclamados para que seja procedida a anotação e será devolvida nesta Secretaria até o dia 05/04/2019 às 16:30 horas, sob pena de multa de R$2000,00.

Os reclamados procederão ao recolhimento da contribuição previdenciária referente ao período de vínculo acima indicado comprovando nos presentes autos até o dia 08/05/2019.

O reclamante dá geral e plena quitação pelo objeto da inicial e extinto contrato de trabalho, ficando estipulada multa de 100% em caso de inadimplência ou mora.

As partes declaram que a transação é composta de 100% de parcelas de natureza indenizatória, correspondentes a férias + 1/3 (R$ 2.086,25), FGTS (R$ 11.000,00), multa do §8º do art. 477 da CLT (R$ 2.342,50), multa do art. 467 da CLT (R$ 1.171,25) e vale-transporte (R$ 5.000,00), sobre as quais não há incidência de contribuição previdenciária.

ACORDO HOMOLOGADO.

Custas pelo reclamante no importe de R$ 432,00, calculadas sobre R$ 21.600,00, dispensadas na forma da lei.

Audiência encerrada às 14h16min.

 

 

HELOISA JUNCKEN RODRIGUES

Juíza do Trabalho


Clique aqui para fazer o download do documento.

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

34 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Ué, se bem me lembro uma condenação trabalhista, em passado recente, impediu até uma posse ministerial, a Esquerda em peso fez um enorme estardalhaço pelo fato da Cristiane Brasil ter uma condenação trabalhista, bem que podiam fazer o mesmo agora. E Jandirão que tem vários processos trabalhistas? Também não percebi nenhuma manifestação por parte da Esquerda.

  • O desespero está forte! Nem o ‘Pavão Misteryoso’ conseguiu segurar a onda (foi para o esquecimento da mídia, devido a falta de credibilidade). Agora, cabe investidas na vida pessoal.

    Detalhe: Até agora, o Moro e o Dallagnol não afirmaram que as próprias conversas eram mentira. Por que será? Estranho…

    Um abraço para todos da terça-livre e seu gado anti-patriota, que um ‘gringo’ vem ensinar ‘patriotismo’.

    Anauê!

  • Sabe o que me deixa puta, os jornais estrangeiros dizem que o “jornalista” Glenn está sendo perseguido. nenhum desses jornais ou telejornais tem a menor noção do que se passa aqui. Acho que o caminho para derrubar esse psicopata é mostrar ao mundo o que realmente está acontecendo aqui…o que esse jornalista demente está provocando no país. Imploro a todos os jornalistas que conheçam jornalistas em outros países que repassem a verdadeira face desse canalha…

  • Coloque esses dois lixos na cadeia, esse americano vem dar palpite aqui no Brasil. Me ajuda aí gente se fosse amigo qualquer paizinho mequetrefe aí essa b…já teria sido deportada,até porque oque ele faz aqui além de criar polêmica,confusão e atritos contra o governo. Mande esse lixo embora daqui pô.

  • Tem algum problema em ser processado? Creio que não. É direito consagrado na Constituição Federal, o direito de Açã. QUALQUER um pode mover Ação, qdo ao seu critério for necessário.

  • Paulo Pires, disseste bem. Foi A Cristiane Brasil, que apadrinhada pelo que pai, queria a todo custo ser empossada como ministra e não de foi, tinha um passado censurável para assumir cargp público. O Glen trabalha em.sua propria empresa

  • O que importa é preservar o devido processo legal, a solidez das instituições, e acima de tudo, A VERDADE, doa a quem doer. Não adianta defender político ou partido, o que devemos defender são as instituições. Se o Lula e o Moro tiverem que ir juntos pra cadeia, que seja.

  • Os inimigos da verdade tentando atacar o jornalista!
    Caiu a casa vagabundos, teus Heróis são narco miliçianos trapaceiros ladrões distribuidores de fake!

  • Rapaz, tem certeza que isso aí é pra denegrir a imagem do Glenn e do David, o fato de terem feito uma conciliação na justiça do trabalho e se submeterem a decisão da justiça? É isso? Dessas ações aí o veio da Havan tem a banda de lata. PELAMORDEDEUS 🤣😂

  • Alguém esperaria coisa melhor de comunistas?
    Essa gente são podre por natureza, podem ter certeza, não sai nada de bom dessa gente.

  • O desespero tomou conta de vocês. Triste das pessoas que tremem de frente com a verdade. O Glenn é premiado mundialmente. Tem um Pulitzer. Ele está na Netflix, procurem.

  • Mara é Cicera , Bolsonaristas convictas e burras ! Graças ao GLEEN que estamos mostrando o mundo podre deste EXTRUME que se diz presidente é do qual, pela primeira vez sinto VERGONHA de morar nesse país! MORO É UM mau caráter e já tem provas disso .Portanto … CAKEM A BOCA SUAS ENERGÚMENAS!!!

  • Não tem nada pra fazer não!!! Fala sério… eles foram processados e cumpriram o que na lei está previsto se isso for verdade… Quero vê se isso vai acontecer com os envolvidos nos diálogos da Vazajato… ai, ai

  • Fala sério né,o que tem ver o cu com a bunda?justiça trabalhista não é crime.E com o a própria matéria sair eles reconheceram o erro e vão pagar os direitos dele.site mequetrefekkk

  • As duas bichonas se ostentando como os arautos da moralidade e devendo verbas trabalhistas. Não deveriam ter feito acordo para parcelar não, afinal o deputado ganha bem. Cambada de vagabundos. Tinha é que sumir com esses dois trastes

  • O brasileiro gosta de tirar vantagem em tudo. Já tive empregados desse tipo. Mas ainda bem que Jair Bolsonaro tá aí pra tirar essa mamata que quase não trabalham a gente paga e quando saem ainda querem indenização. Affffff

  • Tapar o sol com uma peneira não dá resultado. …ridículo. Tanto querem esconder a verdade . Ostentação de ignorância

  • Tapar o sol com uma peneira não dá resultado. …ridículo. Tanto querem esconder a verdade . Ostentação de ignorância ….Glenn é tão grande e mais importante que os ridículos que o criticam e sujam….

  • Qual é a intenção deste artigo? Invalidar as acusações contra Moro e Dalagnoll? Vcs não deixam de apoiar seu “mito” apesar dos inúmeros processos e acusações contra ele… Por que tem que ser diferente no caso do Greenwald?… Artigo tendencioso.

  • Um negócio que foi resolvido há tanto tempo, e vocês usando essa babaquice pra macular a imagem do Gleen? Vocês são uns babacas. E burros pra caralho.

  • Essa dupla só da coisa nojenta no passado no presente e vai dar muito nojo no futuro .Pelo menos a Verdevalda já deveria estar longe deportada a USA e nas mãos do Trump que vai fazer virar hominho esse cara

  • Analisando moralmente eles são bem hipócritas porque saoem tese a favor do proletariado e não registram CTPS do caseiro, obrigando o filho e esposa (viúva) do funcionário entrar na Justiça para receber os direitos que eles deveriam ter pago de pronto, e se o filho fosse iletrado nunca seriam cobrados. E abomino ricos pagando direitos trabalhistas parceladamente, já vi isso em audiência trabalhista que assisti, valor irrisório, se comparado com esse em questão, ser parcelado, acho que deveria ser proibido valores trabalhistas serem parcelados. Enfim infringiram a lei trabalhista e foram hipócritas, ou será que hipocrisia já é característica inata neles?

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...