fbpx

Google censura sites conservadores e ameaça retirar suas monetizações

google comunista
 


A NBC informou na quarta-feira (17/6) que o Google confirmou ter colocado sites conhecidos por críticas à esquerda em uma lista negra: o site conservador The Federalist e a mídia alternativa ZeroHedge. Após sua publicação, a NBC alterou seu artigo para declarar que o Federalist foi “ameaçado” pelo Google, alegando “violações da política” em sua seção de comentários, podendo também ser caçado o serviço do Google Ads (monetização) para o site. O ZeroHedge também procura soluções para sua remoção da lista negra, passando pelo mesmo problema em sua seção de comentários.

Se The Federalist deixar de remediar o que o Google considera como violações em sua seção de comentários, os dois sites não poderão gerar receita com publicidade usando o Google Ads, de longe o serviço mais importante para qualquer site que tente gerar receita com publicidade digital.

A NBC afirmou que a gigante da tecnologia disse que desmonetizou The Federalist e ZeroHedge por causa de “comentários de ódio”. Segundo um porta-voz do Google: “Para deixar claro, o The Federalist não está desmonetizado no momento. Temos políticas estritas de editor que regem o conteúdo em que os anúncios podem ser exibidos, o que inclui comentários no site. Esta é uma política de longa data”.

“Quando uma página ou site viola nossas políticas, tomamos medidas. Nesse caso, removemos a capacidade de monetização de ambos os sites com o Google”, afirmou a porta-voz da NBC.

Os funcionários do Google solicitaram anteriormente à empresa que cortassem anúncios também no Breitbart News. Com o incentivo do então diretor de monetização da gigante da tecnologia, os funcionários de esquerda do Google lançaram uma campanha de pressão direcionada à alta gerência para retirar o serviço do Breitbart. Enquanto isso, esquerdistas do departamento de anúncios da empresa direcionavam os anunciantes para o site dos Sleeping Giants, uma organização esquerdista que espalha difamações sobre mídia conservadora para seus anunciantes.

A hostilidade do Google à mídia alternativa e conservadora está bem documentada. A empresa publicou um documento chamado “The Good Censor”, que vazou para o Breitbart News, admitindo que ele e outros gigantes da tecnologia “mudaram para a censura” após 2016. Outro vazamento confirmou que o YouTube, de propriedade do Google, ajustou os resultados de pesquisa de uma maneira que arrumou vídeos conservadores e impulsionou a grande mídia. E o executivo do Google, Kent Walker, disse que quer fazer do movimento populista um “pontinho” na história.

 

Informações: POLITZ

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

14 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Ja passou da hora dos profissionais de TI conservadores tomarem a frente dessas questões e criarem uma AdSense próprio.

  • A mesma coisa ocorre com o Facebook, onde postagens conservadoras são excluídas por supostamente serem fakenews.

  • No mundo ti sempre tem um movimento de renovação com surgimento de novos serviços que sobrepõe outro que fizeram muito sucesso, e que não satisfazian mais os seus clientes. Exemplo. O pioneiro ICQ, depois suplantado pelo Messenger e que foi depois superado pelo whatsapp. Mas tem dois que então aguentando até bastante tempo, o busca do Google e a rede social Facebook. Já está na hora de termos novidades nessas áreas.

  • Eu fico admirado com o seguinte: com tanta gente boa bilionária e milionária, porque não se juntam e montam umas 5 concorrentes do Google? Mas imediatamente penso no véio da havan: é bilionário e financia a grande mídia com comerciais pagos. Porque não financia também o TL e inúmeros outros? Ele fala mal da China mas vende produtos chineses. É hipocrisia sem fim!

  • O Youtube bloqueou minha conta e nem me informou o motivo, também não sei por quanto tempo vou ficar suspenso! O mesmo aconteceu com o face, 30 dias e não me disseram o motivo, mas com certeza é porque eu compartilho vídeos de sites conservadores.

  • Hipocrisia mundial!!! Os liberais que bloqueiam quem quer ter liberdade de expressão!!! Vai entender cambada de fdp… perdi a razão, mas não dá para suportar mais está situação, estamos sendo dominados e não conseguimos reagir!!!

  • Utilizem o navegador FireFox e o DuckDuckGo para pesquisas. Não é a salvação da lavoura, longe disso, mas temos que fazer o que está em nosso alcance imediato.

  • Trabalho com TI e posso dizer que as plataformas Google correm risco de serem substituidas sim. Qdo eles começaram, publicar um serviço on-line era caro, manter servidor, datacenter era caro.

    Hj, temos diversas alternativas de Infraestrutura de Nuvem e as tecnologias de busca, indexação, streaming são todas Open Source (código livre).

    O que falta é mesmo uma galera dev se juntar e começar e com o apoio da mídia conservadora, impulsionar isso. O problema é que, pelo ao menos os que eu conheço, tem muito progressista nesse mundo de dev. Gente mais preocupada em não usar termos como Whitelist e Blacklist, Master/Slave pq é ofensivo. Ae fica complicado!

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...