Assassinato de bebês: Governador do Partido Democrata da Califórnia (EUA) força o “aborto químico”



Por: IPCO – Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

“CALIFÓRNIA, 12 de outubro de 2019 (LifeSiteNews) – O governador democrata da Califórnia, Gavin Newsom, assinou ontem uma lei (SB 24) forçando as universidades públicas de seu estado a dispensar a pílula do aborto no campus.”

A Revolução Sexual, como observa o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, é processiva: dado um passo vai ela pedir outros; e assim de abismo em abismo vai corroendo a família, os valores morais. Num primeiro passo aprovaram o aborto. Agora, governadores democratas pressionam para Escolas Publicas a dispensar a pílula abortiva.

Diz a Escritura: um abismo atrai outro abismo.

Continua LifeSiteNews: “O Students for Life of America (SFLA) criticou a nova lei da Califórnia ao forçar “todas as faculdades públicas a ajudar com abortos perigosos em vasos sanitários”. “As taxas dos estudantes subscrevem os custos dos centros de saúde nos campi, que agora serão necessários para distribuir pílulas mortais de aborto químico”, explicou Kristan Hawkins, presidente da SFLA.

“E os profissionais de saúde também serão forçados a distribuí-los, independentemente das consequências para a saúde das mulheres”.

Saibamos nós, brasileiros, alçar nossa voz e nossos protestos em defesa da vida, dos valores morais, dos Mandamentos da Lei de Deus.

O aborto é um pecado gravíssimo. E o Partido Democrata nos EUA alimenta o aborto tal qual o PT faz aqui no Brasil. Aborto e esquerda são verso e reverso da mesma medalha.

É reconfortadora a reação anti aborto nos EUA e no mundo   

“Eu acho que algumas coisas extremas que vimos — como a lei em Nova York — realmente acenderam uma chama no movimento pró-vida. Quando veio o veredito em Roe, o mantra era ‘abortos seguros, mas poucos abortos’. Com o passar do tempo, isso mudou para ser “aborto até o dia do nascimento”. Nós estamos nessa encosta escorregadia em que o aborto é usado como contraceptivo. Não é mais [um procedimento] raro, é muito comum”, avalia Taylor”.

Com a manchete: Entenda o avanço de leis contra o aborto nos Estados Unidos, comenta Lara Pinheiro: “Desde o início do ano, 8 estados americanos aprovaram leis que vetam ou restringem o acesso ao procedimento. Entenda o que defendem os movimentos pró e contra e como o cenário político pode interferir em decisões futuras”. (https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/05/24/entenda-o-avanco-de-leis-contra-o-aborto-nos-estados-unidos.ghtml).

Link original da matéria aqui

 

Sobre o Colunista

Redação TL

Redação TL

7 Comentários

Clique aqui para comentar

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...