fbpx

Governo vai criar programa de renda mínima após a pandemia, diz Guedes

Paulo Guedes
 


O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou hoje (9/6) que o governo federal criará um programa de renda mínima permanente, após a pandemia do novo coronavírus (covid-19), batizado de Renda Brasil. O ministro disse ainda que será criado um programa para geração de empregos formais, com a retomada do projeto Carteira Verde e Amarela.

“Aprendemos durante toda essa crise que havia 38 milhões de brasileiros invisíveis e que também merecem ser incluídos no mercado de trabalho”, disse Guedes durante reunião ministerial coordenada pelo presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o ministro, haverá a unificação de vários programas sociais para a criação do Renda Brasil, que deve incluir os 38 milhões de beneficiários do auxílio emergencial, de três parcelas de R$ 600, pago em razão da pandemia da covid-19.

Já com o programa Carteira Verde e Amarela, umas das bandeiras de campanha de Bolsonaro, o governo pretende flexibilizar direitos trabalhistas como forma de facilitar novas contratações. “Há regimes onde têm muitos direitos e pouquíssimos empregos e há 40 milhões de brasileiros andando pelas ruas sem carteira assinada. Só que agora nós sabemos quem eles são e vamos formalizar esse pessoal todo”, ressaltou o ministro Guedes.

Em novembro de 2019, o governo editou a Medida Provisória nº 905, que criou o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo, para facilitar a contratação de jovens entre 18 a 29 anos, mas ela perdeu a validade antes de ser aprovada pelo Congresso, em abril deste ano.

O ministro Paulo Guedes confirmou ainda que o auxílio emergencial será prorrogado por mais dois meses, conforme já havia sido anunciado por Bolsonaro e que, durante esse tempo, o setor produtivo pode se preparar para retomar as atividades, com a adoção de protocolos de segurança. “E depois [a economia] entra em fase de decolar novamente, atravessando as duas ondas [da pandemia e do desemprego], disse Guedes.

Informações: Agência Brasil

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

6 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Eis aí o representante da Open Society no governo mostrando sua verdadeira face. Iludido quem acha que esse sujeito difere alguma coisa de um social democrata ou de um Eduardo Suplicy da vida.

  • Todos que recebem o auxílio emergencial irão receber todos os meses um valor definido como se fosse uma ajuda de custo de forma permanente?

  • Qdo nós ficamos desempregados desde 2016, o governo se lixou pra nós, só lembram de vc pra roubar seu dinheiro então se vira vou empreender em casa e não vou mais pagar impostos

  • 2021 será um ano terrível no aspecto econômico. Infelizmente a crise do COVID-19 retrocedeu economicamente o Brasil aos patamares de 2015, será a pior crise econômica dos últimos 30 anos. Infelizmente a indústria brasileira esta quebrada assim como a economia mundial. Espero que Paulo Guedes tenha paciência de continuar no governo pois confesso que é tudo muito frustrante!

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...