fbpx

Hezbollah ameaça EUA e pede que militares norte-americanos saiam do Oriente Médio

 


O líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, declarou que chegou a hora de os aliados do Irã começarem a trabalhar para vingar o assassinato do general terrorista Qassem Soleimani, morto no dia 2 de janeiro pelos Estados Unidos.

A retaliação, segundo Nasrallah, aconteceria “nos próximos dias, semanas e meses”. Ele alerta que os militares norte-americanos que estão no Médio Oriente devem sair rapidamente, seja como for.

“Os americanos têm de retirar as bases, os militares, comandos e embarcações da nossa região. Devem sair,” afirma Hassan Nasrallah acrescentando que esta é a alternativa para saírem “em pé, vivos”, ao invés de saírem “deitados, em caixões”.

O líder xiita libanês do Hezbollah garante que os EUA vão descobrir “com sangue” que foi um erro matar Soleimani. Ainda segundo ele, o funeral do terrorista representou a segunda revolução islâmica no Irã.

Com informações do Euronews.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...