Hoje, Brasil teria mais de 5 mil mortes por Covid-19, de acordo com estudo da Abin, divulgado pelo Intercept

 


Em 24 de março, o The Intercept Brasil, de Glenn Greenwald, acusava o presidente Jair Bolsonaro de “ignorar” a previsão da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) de que 5.571 brasileiros morreriam por Covid-19 até 6 de abril.

De acordo com o Intercept (veja aqui), “mesmo informado sobre quantas pessoas podem morrer, Bolsonaro segue fazendo pouco caso da emergência”.

O Intercept disse que teve acesso aos dados Abin que eram classificados como sigilosos e foram enviados a agentes de governos estaduais.

Felizmente, hoje, 6 de abril, o Brasil não tem nem mil mortes pelo vírus chinês. Os números atualizados ontem pelo Ministério da Saúde, contabilizam apenas 486 vítimas fatais da doença no país.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • Esses números refletem o empenho dos governadores na luta de braço com o governo federal. Se não tivesse o isolamento com certeza esse número seria real.

    Só escrevi o que acho. Não levanto bandeira política. Mas sei que vocês que lutam pela tal “democracia sem ideologia” não vão aceitar meu comentário.

    Obrigado e bom trabalho!

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...