MundoNotícias

Holanda, paraíso da maconha, promovida a narcoestado

Na tarde de 26 de janeiro passado, o clube juvenil Wittenburg, no centro de Amsterdã, realizava um curso de culinária e aulas de kickboxing. Por volta das 19 horas, o ambiente calmo da associação de bairro deu lugar a um clima de horror: dois homens encapuzados e armados entraram gritando pelo nome de “Gianni”. Os jovens, suas mães e os monitores se jogaram no chão, enquanto os homens disparavam a esmo, deixando um morto e 2 feridos (entre eles o rapaz chamado Gianni, que eles não conheciam). Foi o segundo assassinato registrado naquela região da cidade, em um intervalo de 3 meses. A polícia afirma que esses episódios têm relação com ajustes de contas entre facções de tráfico de drogas. Segundo Jan Struijs, presidente do sindicato da polícia holandesa, “nos últimos 30 anos, os pequenos traficantes se tornaram grandes investidores em imóveis. Em suma, essas são as características de um narcoestado”.  Struijs continua: “A Holanda é um país seguro, mas há uma década o assassinato por encomenda custava uns 50.000 euros (200.000 reais) e o pistoleiro era um profissional adulto. Hoje, custa 5.000 euros (20.000 reais) e o autor é um menor. Essas pessoas costumam vir de famílias desintegradas, e seus ídolos são sujeitos ao volante de um carrão que fingem se ocupar deles, dizendo que terão dinheiro e status. Num dos últimos casos, o garoto que matou duas pessoas tinha 16 anos. O aliciador sabe que nessa idade os jovens passarão uns cinco anos presos e fazem promessas para quando saírem”.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Holanda.
    Mais um país que NÃO tolera a droga.
    Mais um país em que a droga NÃO é legalizada.
    Mais um país em que a tutela estatal e a legalização do uso e da fabricação de drogas é mais do que necessárias para acabar com o poder do tráfico e para retirar os usuários e seus direitos pessoais do gueto e da marginalidade.
    A guerra já se mostrou falha…isso são só os frutos dela….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close