BrasilNotícias

Homem forte de Alckmin e Serra é preso em operação da PF

Governo nega envolvimento com irregularidades e fala em auditoria realizada

A Polícia Federal prendeu – no dia de hoje, 06 – Paulo Vieira de Souza, que foi ex-diretor da empresa paulista de infraestrutura rodoviária, a Dersa. Ele é apontado, pelas investigações, como operador do PSDB em desvio de recursos públicos durante os governos tucanos em São Paulo. Vieira de Souza era homem de confiança do senador José Serra, Alberto Goldman e e do governador Geraldo Alckmin. Trabalho em todos esses governos tucanos no período de 2009 a 2011.

Ele foi preso preventivamente e a Justiça autorizou mandados de busca e apreensão em sua residência. A defesa de Paulo Vieira diz desconhecer o motivo da prisão. O PSDB também nega vínculos com Paulo Vieira e Souza e divulgou nota apoiando as investigações para que “o caso seja elucidado o mais rapidamente possível e os culpados punidos de acordo com a lei”.

O senador José Serra não quis comentar o caso. Além de Vieira, foi preso José Geraldo Casas Vilela. Em março, a Lava Jato em São Paulo ofereceu denúncia contra Souza e mais quatro suspeitos de desviarem mais de R$ 7,7 milhões de obras públicas.

O governo de Alckmin emitiu nota em que diz que foi realizado um processo de auditoria interna que levantou parte das informações que integram a denúncia do Ministério Público.

Conforme a denúncia, Paulo Vieira comandou o desvio do dinheiro. A denúncia foi feita após uma investigação que constatou que Souza mantinha o equivalente a R$ 113 milhões em contas fora do Brasil.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close