Eleições 2018Notícias

Janela partidária: 48 deputados trocam de partidos na busca por renovar mandatos

“Sem foro, vai acabar nas mãos do Moro”. Este tem sido uma frase recorrente em Brasília. Todo mundo que responde a algum processo ainda em busca do Foro Privilegiado. Quando não é isso, são as meras contas eleitorais para conseguir se reeleger. É a prova viva de que convicções não mais movimentam partidos em Brasília (DF). Raras são as exceções.

Diante da janela para as mudanças partidárias, 10% dos parlamentares já mudaram de agremiação. Em números exatos, 48 deputados federais já comunicaram a troca de legenda à Câmara de Deputados.

Na comparação entre as bancadas do dia 8 de março (primeiro dia da janela) até esta sexta-feira (6), o Democratas e o PSL foram os partidos que mais ampliaram suas bancadas: cada um ganhou sete deputados. Com isso, o DEM passou de 33 para 40 deputados; e o PSL, de 3 para 10 deputados. Já o PROS ganhou quatro deputados, passando de 6 para 10 deputados na bancada.

Com as mudanças há perdas e ganhos em algumas bancadas. O MDB do presidente Michel Temer, por exemplo, saiu de 58 para 52 deputados federais. O PP ampliou: eram 45 hoje se encontra com 47. O PSDB perdeu dois deputados e agora tem 44. PSD que tinha 41, agora tem 43. O PR ganhou um deputado e ficou com 38.

O PT manteve os 57. O PCdoB ficou com 11 e o PDT ganhou também um novo membro ficando com 22 parlamentares.

Eleger deputados federais é ordem dentro dos partidos. Afinal, o fundo partidário está em jogo.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close