BrasilNotícias

Jornalistas e fotógrafos são por manifestantes pró-Lula

Repórteres foram agredidos em Brasília e em São Bernardo

Alguns jornalistas e fotógrafos que fazem a cobertura dos passos do ex-presidente condenado Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula (PT), foram agredidos por pessoas contrárias ao pedido de prisão que foi expedito contra o petista no dia de ontem, 05. Lula tem até as 17 horas de hoje para se entregar.

Em relação à agressão, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) se pronunciou sobre os casos e cita registros de violência em São Bernardo do Campo (SP) e em Brasília (DF).

Pelo menos 30 pessoas avançaram contra o carro do Correio Brasilense, em frente à sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Os partidários do condenado gritavam palavras de ordem e ofensas aos jornalistas. Por sorte, ninguém ficou ferido. A Associação informou o caso à Polícia Civil do Distrito Federal.

Uma equipe do SBT também foi cercada e ouviu frases como “saiam daqui que é para o bem de vocês”. Um repórter do Estadão foi atingido com ovos em São Bernardo do Campo. O agressor vestia uma camisa da CUT.

Eis os “pacifistas” mostrando a verdadeira face contra a liberdade de imprensa. O irônico é que grande parte dos jornalistas do país são de esquerda ou do campo dito progressista.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close