Terça Livre > Notícias > Notícias > Jornalistas receberam mais de US$ 3 mil pela farsa: “EUA patrocinaram o golpe de 64”

Documentos revelam que agentes comunistas recebiam em dólares dos países do bloco soviético para plantar a farsa na imprensa brasileira.

Segundo o site stbnobrasil.com, documentos encontrados no arquivo de Praga comprovam que havia uma campanha de desinformação, iniciada em abril de 1964 na cidade de Montevidéu, onde intelectuais começaram a plantar na imprensa uruguaia a notícia de que a contra-revolução de 31 de março de 1964 havia sido patrocinada pelos americanos. Não por coincidência, Montevidéu era a cidade escolhida para refugiar-se todo o grupo comunista do presidente deposto João Goulart.

Fronteira Brasil Uruguai na cidade de Rivera.

A operação foi tão sofisticada que centenas de exemplares dos jornais contendo a farsa foram contrabandeados do Uruguai para o Brasil através da fronteira Rivera-Livramento, no Rio Grande do Sul. Uma vez dentro do território nacional, os comunistas fizeram chegar cópias das publicações às mãos de renomados jornalistas brasileiros, convencendo-os da veracidade do “furo” da imprensa internacional.

Cópia do jornal uruguaio Época, publicado na década de 60. Edição utilizada para a operação de desinformação soviética. Seu diretor era ninguém mais ninguém menos que Eduardo Galeno.

Segundo esses mesmos documento, milhares de dólares foram despejados pelos regimes totalitários do bloco soviético na América Latina para o financiamento dessas operações.

As campanhas de desinformação produzidas contra o regime militar brasileiro produzem efeitos até hoje. Todos os livros do material didático usado nas escolas brasileiras reproduzem essa versão falaciosa da história. Os documentos pesquisados pelo projeto stbnobrasil.com fazem parte do acervo do Instituto para o Estudo dos Regimes Totalitários de Praga. A República Tcheca reconhece a autenticidade dos documentos do arquivo. Os brasileiros deveriam exigir imediatamente que qualquer material didático que reproduza este tipo de conteúdo seja tratado com as devidas ressalvas.

 

Assista ao vídeo do projeto stbnobrasil.com onde os pesquisadores poloneses desmontam peça por peça a farsa comunista.

Luis Astorga

Luis Astorga

Ver todos os posts
%d blogueiros gostam disto: