fbpx

Jovens conservadores querem endireitar Minas Gerais

 


Os mineiros ainda estão ligeiramente apegados à esquerda. É o que mostra a pesquisa do DataFolha publicada na última quarta-feira (22). A ex-presidente – e ex-guerrilheira – Dilma Roussef (PT) aparece liderando as intenções de voto para o Senado com 25%, à frente do jornalista Carlos Viana (PHS), com 11%.

O cenário favorável aos ideólogos esquerdistas, porém, está mudando. Jovens de direita têm militado por pautas conservadoras através das redes sociais e para além delas. Em 2016, nas ruas de Belo Horizonte, o movimento Direita Minas iniciou a maior militância conservadora do estado de Minas Gerais. O candidato à deputado estadual pelo PSL, Bruno Engler (21), é estudante de direito e coordenador do movimento, ele é a aposta do presidenciável Jair Bolsonaro para concretizar a guinada à direita em Minas através da política.

Bruno Engler ergue bandeira de Jair Bolsonaro.

Terça Livre: Por que você resolveu entrar para a política?

Bruno Engler: Entrei para a política através da militância na Direita Minas. Em 2016 eu já liderava o movimento, ao lado do Cabo Junio Amaral, e não nos identificamos com nenhum dos postulantes à Câmara de BH para que pudéssemos apoiar alguém, decidimos então lançar o meu nome para vereador, pois queríamos alguém realmente de direita. Fizemos uma campanha muito simples, sem dinheiro (gastei R$ 790,00 para fazer 100 mil santinhos meus com a figura do Bolsonaro), mas contamos com o apoio da nossa militância voluntária e do próprio Jair Bolsonaro, que fez vídeos me apoiando e pedindo votos para mim, assim, consegui 2247 votos, resultado muito acima do esperado tendo em vista que foi uma decisão de última hora e que não tínhamos estrutura organizada nem dinheiro.

Terça Livre: O que você vê em Jair Bolsonaro?

Bruno Engler: Eu vejo em Jair Bolsonaro a figura de um líder, alguém que vai comandar a guinada à direita que o nosso país vai dar. Admiro o Jair por sua honestidade e firmeza em suas posições mesmo quando elas podem desagradar alguns, ele teve a coragem de ser de direita e defender o Regime Militar quando isso era quase um suicídio político. Vejo nele o próximo Presidente da República.

Terça Livre: Como é ser de direita em Minas Gerais?

Bruno Engler: Estamos com cada vez mais espaço. Quando a Direita Minas iniciou sua militância éramos tratados como extremistas, inclusive entre aqueles que pediam o impeachment da Dilma Roussef, era fácil ser anti-PT, mas quem batia no peito para dizer que era de direita e defender o Jair Bolsonaro era visto como radical. Hoje o Jair Bolsonaro cresceu, apoiá-lo se tornou muito mais comum, inclusive muitos dos que nos criticavam agora querem surfar a onda conservadora, se aproximando do PSL e se dizendo apoiadores do Jair.

Terça Livre: Como mudar o cenário esquerdista na Assembleia de Minas?

Bruno Engler: Essa é uma missão que cabe mais ao eleitor do que ao candidato, com os atuais nomes a Assembleia de Minas continuará sendo esquerdista, temos uma oportunidade única esse ano de elegermos pessoas de direita para a Assembleia Mineira, para o Congresso Nacional e para o Palácio do Planalto. Cabe ao eleitor pesquisar os candidatos para votar e eleger nomes realmente alinhados com os valores conservadores, eu tenho uma sugestão: Bruno Engler, 17200.

Sobre o Colunista

Fernanda Salles

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

12 Comentários

Clique aqui para comentar

  • MG está falida por causa dessa doença. Neste exato instante em que escrevo, prefeituras ameaçam fechar (isso mesmo, fechar!) , encerrar serviços básicos, tamanha é a dívida do estado perante os municípios. Na minha cidade, dívida de repasse beirando os 5M! Precisemos nos “endireitar”, mas é pra ontem! E como se já não bastasse, ainda temos uma exxxx presidanta assombrando nossas noites… A coisa aqui tá feia!

  • Eu moro no Pará, mas sou Mineiro. Me sinto envergonhado com a situação política de Minas. Na minha própria família tinha gente que militava pelo PT. Achei um absurdo e quase gerei uma guerra familiar por conta disso.
    Se eu estivesse em MG com certeza faria parte dessa militância. Deus abençoe a terra do pão de queijo.

  • No meu entender Minas nunca esteve tão bem. Descobrimos os corruptos, acordamos de um sono profundo como todo o país. O sentimento já é de reconstrução. O que vivemos hoje são os últimos suspiros da competência esquerdista de destruição de valores morais e valores econômicos. Olha esses rapazes da Direita Minas, que belo exemplo, a locomotiva está nos trilhos e acelerando, podem confiar. Isso tudo (esquerda) vai virar passado em breve!

  • BRUNO ENGLER, 17200, para Deputado Estadual.
    Delegado MARCELO FREITAS, 1777, para Deputado Federal.
    Bolsonaro irá precisar demais do apoio de deputados federais lá na Câmara em Brasília, para conseguir aprovar seus projetos.
    Companheiros, vamos divulgar com mais intensidade os nomes dos candidatos do PSL com maiores chances de vencer no pleito de outubro!

  • Gostaria de uma matéria, se possível, sobre os candidatos CAIO BELLOTE e GEN. MARCO ANTÔNIO FELÍCIO DA SILVA. Obrigado.

  • Eu gostaria que o TL falasse sobre a eleição para o governo de Minas. Aqui estamos sem opção. Temos Pimentel e Anastasia como os principais candidatos e Romeu Zema do partido Novo, que para mim seria a melhor opção para eu votar. Mas não sei se ele tem chance .

  • Já venho falando que MG está abandonada nas Lives do TL a muito tempo. Na minha humilde opinião PSL e Jair erraram em deixar o segundo maior colégio eleitoral sem candidatos a governo e senado. Mas não adianta chorar o leite derramado, pão de queijo queimado… Agora é votar no menos ruim!

  • Concordo com as opinião de muitos colegas sobre a precariedade em MG, moro no Sul de MG onde os mesmos já iniciaram as velhas campanhas andando com prefeitos e vereadores, todos santos, prósperos,etc. Gostaria muito que fizessem um programa como um apanhado de proposta dos candidatos alinhados com os padrões conservadores, ou melhor, candidatos engajados a enfrentar a canalhice institucionalizada no Estado.

  • Não deixem que transformem Minas em um segundo Rio de Janeiro, me desculpem quem aqui é Carioca. Estou aguardando bons nomes para deputados, uma vez que, infelizmente, a direita não possui candidatos para a vaga de governador do estado.
    Entretanto, estarei com todos do PSL em claro apoio ao partido de Jair Messias Bolsonaro para reforço no congresso.

  • Não tenho candidato até agora, mg esta infestada pela ideologia esquerdista, Penso em votar na legenda 17. Mas vendo a reportagem votarei no rapaz, pois apoia Bolsonaro

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...