Kátia Abreu desistiu da CPI Lava Toga após conversar com Gilmar Mendes, diz site



A esperada CPI que investigaria o poder judiciário foi arquivada no Senado Federal. O presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM), explicou nesta segunda-feira (11) que o arquivamento se deu por falta de assinaturas. Dois senadores decidiram retirar o apoio que haviam dado para a criação do colegiado e com isso o requerimento deixou de ter os 27 apoios necessários e passou a ter apenas 25 assinaturas.

“O requerimento foi apresentado com número suficiente (de assinaturas), […] mas não constavam no momento. Já que eu tinha determinado que fosse colocado todos os requerimentos em pauta e já estava na pauta da sessão de hoje, eu determinei o arquivamento”, afirmou Alcolumbre.

Os responsáveis pelo arquivamento foram os senadores Kátia Abreu (PDT) e Tasso Jereissati (PSDB), que pediram para que suas assinaturas fossem retiradas. Segundo o portal Terra, Kátia Abreu decidiu retirar sua assinatura após conversar com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, por telefone. A pedetista informou que a CPI, tal como proposta, não contava com o seu apoio. Segundo ela “este não é o momento para abrir uma crise institucional no país”.

Fonte: Terra

Sobre o Colunista

Fernanda Salles

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

11 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Na análise do pessoal dos “pingos nos is” essa CPI não daria em nada, como diversas outras. Concordo.
    Muito mais efetivo é o prosseguimento da Lava Jato, lembrando que Toffoli foi citado na colaboração de Léo Pinheiro que foi anulada. Em nova colaboração, apareceu o nome do irmão do Dias Toffoli, soma-se a isso o novo caso do Gilmar Mendes e sua esposa, além daquela suave ameça do Lewandowski a outro ministro do STF, do qual não lembro o nome, de que abriria a boca… tem caroço nesse angu. Para finalizar, como citado aqui no TL, as escabrosas falas do novo presidente da OAB acerca da eventual interrupção da lava jato.

  • Que pena, pensei que fosse um blog imparcial. Mas no momento que você lê na manchete que apenas Kátia Abreu desistiu da CPI e depois, na matéria você lê que Kátia Abreu e Tasso Jereissati retiraram seu nome, aí ficou esquisito. Deu pra entender que em vez de um blog apartidário na verdade deve ser mais um folhetim partidário com foi a Veja, Época, Estado, etc. Só que claro, em uma proporção infinitamente menor.
    Uma pena de verdade porque se nota que o autor tem capacidade de escrever e informar o leitor, mas puxando a sardinha para um lado que nem sempre é o melhor.

  • Uma pena, pensei que este fosse um blog imparcial. Mas no momento que você lê na manchete que apenas Kátia Abreu desistiu da CPI e depois, na matéria você lê que Kátia Abreu e Tasso Jereissati retiraram seu nome, aí ficou esquisito. Sem falar que para ser realmente imparcial deveria ter citado os senadores que mantiveram seus nomes para a abertura da CPI. Deu a entender que em vez de um blog apartidário na verdade deve ser mais um folhetim partidário com foi a Veja, Época, Estado, etc. Só que claro, em uma proporção infinitamente menor.
    Uma pena de verdade porque se nota que o autor tem capacidade de escrever e informar o leitor, mas puxando a sardinha para um lado que nem sempre é o melhor.

  • Olá vocês! Vi hoje o boletim do Alan dos Santos no Terça Livre, https://www.youtube.com/watch?v=mv3kGFbPoZg, onde ele estava em dúvida e iria consultar um amigo jurista sobre a revogação da PEC da bengala que não valeria para os atuais ministros, pois a lei não retroage. Fui tirar outra dúvida que me surgiu. No site do Consultor Jurídico vi que a aprovação da PEC da bengala foi em junho 2015 na Câmara, julho 2015 Senado e outubro de 2015 no STF. Tirando o ministro Alexandre de Moraes todos os outros entraram antes dessa PEC, portanto a PEC da bengala não valeria para os outros dez ministros pois a lei não retroage. Portanto os outros dez são obrigados a aposentar aos 70 anos segundo o limite anterior. Dê uma conferida aí se faz sentido e se é uma boa questão a ser sanada já que o Alan vai sanar dúvidas relacionadas. Escrevi nos comentários do vídeo mas não sei se ele verá com todos aqueles outros. Vocês são mais fáceis de acessar então se possível faça chegar a ele para que todos fiquem sabendo e se possa sanar essa dúvida.

  • Por enquanto pode não dar em nada,mais uma hora vai chegar a vez deles,é tudo questão de tempo,o país está em mudança e isso requer tempo.
    O único supremo é Deus,nem um se humano que se sente intocável na história da humanidade está vivo para conta sobre sua supremacia,e o caso deles não é diferente,vamos dar tempo ao tempo.

  • São todos iguais. Portanto o interesse da população está em segundo plana, porque o primeiro é dá a notícia favorável somente aos quem dita a regra.

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...