Lula acusa Odebrecht de manipular provas

O ex-presidente Lula


A defesa de Lula pediu a anulação das provas entregues pela Odebrecht no caso do sítio em Atibaia (SP), afirmando que o material é “imprestável”. O pedido diz ainda que esses documentos devem ser inutilizados,  “evitando-se, dessa maneira, futuras utilizações indevidas e, até mesmo, novas condenações criminais com base em documentos manipulados”. A base do pedido é um laudo do perito Cláudio Wagner, assistente da defesa, que afirma que  “além da inobservância, por parte do Ministério Público Federal, das normas e procedimentos estabelecidos para o recebimento das apontadas mídias oriundas da Odebrecht, o órgão ministerial “contaminou o material recebido alterando o seu estado original, fato que é mundialmente consagrado como inadmissível em matéria de prova digital forense”.

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...