fbpx

Lula depõe à PF em inquérito que apura crime de calúnia e difamação contra Bolsonaro

 


O ex-presidente Lula prestou depoimento nesta quarta-feira (19) à Polícia Federal em inquérito que investiga crime de calúnia e difamação contra o presidente Jair Bolsonaro.

O inquérito corre sob sigilo e, de acordo com nota da PF, em momento algum o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, orientou ou determinou sobre eventual enquadramento do ex-presidente pela prática de crime tipificado na Lei de Segurança Nacional.

“A solicitação, recebida pela PF, se restringia ao pedido de apuração de declarações que poderiam caracterizar, em tese, crime contra a honra do atual Senhor Presidente da República. Salientamos, ainda, que no relatório já encaminhado ao Poder Judiciário, resta demonstrado a inexistência de qualquer conduta praticada, por parte do investigado, que configure crime previsto na Lei de Segurança Nacional”, diz a nota.

A denúncia diz respeito ao discurso feito por Lula em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, no dia 9 de novembro do ano passado, um dia após deixar a Superintendência da PF em Curitiba.

Na ocasião, o petista disse que Bolsonaro governava para milicianos.Já no dia 23 do mesmo mês, Lula chamou o atual presidente de “miliciano” em um vídeo destinado a dois movimentos para convocá-los para lutar contra o governo.

Segundo a pasta, as declarações do ex-presidente por ter configurado os crimes previstos no artigo 138 do Código Penal e no artigo 26 da Lei de Segurança Nacional, relativos a crimes de calúnia e difamação.

Também na quarta-feira (19), Lula prestou depoimento no processo decorrente das investigações da operação Zelotes, no qual é acusado de cometer corrupção passiva por supostamente ter beneficiado empresas automobilísticas com Medidas Provisórias em troca de propina.

(Com informações ANSA)

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

4 Comentários

Clique aqui para comentar

  • ESTE CARA BARBUDO, NOVE DEDOS, JAMAIS PODERIA ESTAR SOLTO, COMETEU CRIMES CONTRA HUMANIDADE, AO REPASSAR BILHÕES DO DINHEIRO DOS TRABALHADOR DO BRASIL PARA PAÍSES CM PRESIDENTES CRÁPULAS , DITADORES E SANGUINÁRIOS, COMO CUBA, VENEZUELA ENTRE OUTROS !

  • Nove dedos está desesperado, não tem condições de ser candidato nem a sindico do Triplex ou do sítio de Atibaia. Suas condenações com os próximos processos que irá responder. talvex iguale ou supere as condenações de Sérgio Cabral. É até que os dois paguem pelos crimes que cometeram na mesma cela.Eles se merecem.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...