Lula é o “Amigo” pidão - Terça Livre TV
Notícias

Lula é o “Amigo” pidão

– Estou há dias fazendo o possível para me recuperar de uma gripe. Lula está há dias fazendo o possível para negar que seja o “Amigo” da lista de propinas da Odebrecht. Eu estou conseguindo.

– Marcelo Odebrecht confirmou que Lula é o “Amigo” e descreveu a amizade do petista com o pai, Emílio Odebrecht, como um estorvo, já que ele cederia demais aos pedidos do então presidente. Lula é o “Amigo” pidão.

– “Os dois morrem”, disse ao Estadão um integrante do Ministério Público sobre a situação dos ex-ministros dos governos petistas Antônio Palocci e Guido Mantega após a delação de Marcelo Odebrecht. Imagino a pressão preventiva que Mantega deve estar sofrendo para não enterrar o Amigo abrindo o bico.

– Das menções investigadas de valores, esta é a soma que agora assombra o pidão Lula: 4 milhões de reais repassados ao “instituto” pelo departamento de propinas da Odebrecht + 12,4 milhões de reais relativos ao “Prédio IL” + 23 milhões de reais depositados em nome do “Amigo” = 39,4 milhões. Avante, Lava Jato.

– Depois que a Justiça Federal sequestrou a cobertura de 1,5 milhão de reais ocupada por Lula, aposto que lulistas cogitaram fazer uma vaquinha para pagar o “resgate”.

– Políticos irritados com decisão do STF de que propina no caixa 1 pode ser crime apenas confirmam o velho ditado: quem deve (ou tem amigos que devem) teme.

– Do líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini: “Acho um verdadeiro absurdo aceitar a tese da ‘República de Curitiba’ de que há lavagem de dinheiro em um caso como este.” Viva a República de Curitiba. Viva o relógio parado do STF, que também acerta duas vezes (por ano).

– Sergio Moro condenou o petista José Dirceu – que já havia sido condenado a 23 anos e 3 meses de prisão em 2016 – a mais 11 anos e 3 meses por ter recebido propinas no valor de 2,1 milhões de reais para favorecer um contrato com a empresa Apolo Tubulars para fornecimento de tubos para a Petrobrás entre 2008 e 2012. Para celebrar, relembro meu vídeo especial “Lula e Dirceu – Uma longa história de cumplicidade”.

 

– Odebrecht pagou até 100 mil dólares mensais de pedágio ao grupo narcoterrorista Farc por 20 anos para tocar obras em territórios dominados por ele, segundo VEJA. Rock In Rio 2017 confirmou a vinda da banda Guns N’Roses. Música do dia: “Welcome to the jungle”. Bem-vinda à selva.

– A Odebrecht, claro, negou a informação revelada e depois reafirmada por VEJA. Primeiramente, a Odebrecht sempre nega.

– STF só rejeitou o recurso referente à alegação de Jair Bolsonaro de que estava protegido por imunidade parlamentar ao rebater o xingamento da petista Maria do Rosário. Contra a “denúncia” da ativista Ela Wiecko, o deputado ainda vai se defender.

– Relembre meu artigo AQUI NO BLOG sobre a verdadeira história da “denúncia” contra Bolsonaro feita pela ativista mais tarde exonerada da Procuradoria-Geral da República após ser flagrada em ato petista.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close