fbpx

Lula terá musculatura para voltar ao jogo político?

 


*por Priscila Dalcin 

Líder comunista retorna às ruas após 580 dias encarcerado e testa sua influência política nas eleições de 2020

Finalmente os comunistas conseguiram o que queriam: articularam incansavelmente, por vias legais, a liberação do líder do partido político responsável por instaurar o maior esquema de corrupção já visto no planeta, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Apesar de mal conseguir finalizar as frases nem formar uma linha de raciocínio lógico, Lula utiliza-se de técnicas que retêm a atenção dos militantes e inflama a massa.

Fazendo uso desses artifícios, o ex-presidiário proferiu seu primeiro discurso após sua soltura, em São Bernardo do Campo.

A liberdade do petista embaralha os rumos para as próximas eleições, e poderá formar uma base de fortalecimento para o pleito de 2022.

Ou, conforme o PT intenciona, enfraquecerá o conservadorismo e abrirá portas para a esquerda retomar o poder.

A saída de Lula da cadeia, após 580 dias encarcerado, deverá elevar a polaridade entre esquerda e direita, fortalecendo a primeira e gerando uma possível união entre a segunda.

A menos de um ano para as próximas eleições, o cenário ainda é incerto.

“A questão do Lula é imprevisível, ele pode voltar para a cadeia a qualquer momento”, disse o cientista político Antônio Flávio Testa, professor da Universidade de Brasília (UnB).

Apesar do enfraquecimento da esquerda no país, o líder comunista promete não dar descanso para conseguir retomar o poder, e afirma ter deixado o cárcere ainda mais forte.

Lula também avisou à militância que percorrerá todo o território nacional com seus discursos, buscando resgatar o Brasil. “A partir de hoje, as portas do Brasil estarão abertas”, afirmou o petista.

Clique aqui para continuar lendo

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

7 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Um cara que triplica a dívida pública, para beneficiar aos banqueiros nacionais e aproveita, que todos se distraem e desvia recursos do SANEAMENTO BÁSICO, para beneficiar a outros grupos políticos, de países socialistas, no maior acinte que um presidente poderia cometer, contra seu povo! Jogou o Brasil, numa latrina!
    A história do peleguismo bolivariano é feia!

  • Se conseguirmos resolver a maracutaia das urnas eletrônicas, o canalha corrupto terminará a carreira na sarjeta da história, conforme merece.. que venha!!!

  • Quando colocou um pé fora da prisão, ele fez o que sempre esteve habituado a fazer: campanha para presidente.
    O pinguço está desesperado. Não pode se candidatar pois, apesar de livre, está condenado e com os direitos políticos cassados, não podendo votar e nem ser votado. Aposta todas as fichas para anularem todo o processo havido contra ele, que foi referendado em 3 instâncias e 22 juízes, não ficando só todo o peso contra o Moro.
    Mas até que eu gostaria de ter o tarado como candidato a presidente. Nunca fiz campanha a presidente para ninguém, mas no caso do cachaceiro, eu até faria. Contra.

  • Na minha cidade todos concordamos com uma coisa, teremos que gastar dinheiro com ovo e tomate, para fazer uma linda festa de boas vindas.

  • totalmente irrelevante, so discursa pra massa de acefalos dele, gente pequena, que mio pois não tem mais dinheiro, acaba o amor…..outro agravante, aos poucos o pt perde o nordeste, de forma natural, pois o trabalho do excelente governo de bolsonaro esta conquistando o povo sofrido de la. Unica coisa q pode fazer, e ladrar como um cão sarnento q é….mas esta de dentes quebrados e cego….e apenas um cachorro morto

  • “Apesar de mal conseguir finalizar as frases nem formar uma linha de raciocínio lógico, utiliza-se de técnicas que retêm a atenção dos militantes e inflama a massa.”

    Esta frase pode ser utilizada tanto para o “líder” da Esquerda, quanto para o “líder” da Direita.

    Não é?

  • O que o Chico vai fazer com o “L”? O que este pessoal vai fazer com o bordão “Lula livre”? O que vão inventar, para como sempre denegrir o Brasil? Eles perderam o rebolado, achando que o sujeitinho estando livre iria ser recebido com tapete vermelho nos lugares com fogos e festas. Mas pelo contrário o que se vê, são protestos contra sua presença, por pessoas honestas e trabalhadoras.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...