MundoNotícias

Maduro promove 16.900 militares como prêmio por ‘lealdade’ ao regime

A ditadura venezuelana promoveu, nesta segunda-feira (2), 16.900 soldados, em reconhecimento à sua “lealdade” ao regime, um aspecto que se tornou recorrente no discurso do ditador Nicolás Maduro em meio a acusações de conspiração.

“Nós avaliamos a lealdade que cada homem e cada mulher colocou em suas mãos, em seus pensamentos, em suas ações, em cada tarefa que fizeram”, disse o ministro da Defesa, general Vladimir Padrino.

Durante uma das cerimônias de promoção de oficiais e pessoal de tropas, Padrino disse que foi um processo rigoroso e justo, que serviu para medir o grau de comprometimento de todas as Forças Armadas com a “revolução bolivariana”.

“Nós avaliamos a lealdade das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB) nestes oficiais que hoje recebem suas novas patentes em todo o país”, disse.

Nos últimos meses, Maduro multiplicou seus pedidos para que as FANB “fechasse as fileiras contra a traição”, diante de supostos planos de dividir as forças armadas e propiciar sua queda em meio à grave crise política e socioeconômica.

Fonte: Agence France Presses

Ver mais

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close