MundoNotícias

Manifestantes resistem contra Ortega na Nicarágua

Moradores da cidade de Masaya foram às ruas nesta sexta-feira (29) para exigir a saída do poder do ditador Daniel Ortega, amigo do ex-presidente Lula. Os manifestantes pediam justiça pelos mais de 220 mortos nos protestos que sacodem o país há mais de dois meses.

“Não temos medo!”, “Vá embora!”, “Assassino!”, “Eleições já!”, gritavam os moradores enquanto percorriam as ruas desta cidade, que se declarou em rebeldia há duas semanas.

Carregando a foto de seu filho de 15 anos morto por um tiro no peito em uma barricada, marchava Aura López, empregada doméstica de 45 anos.

“A polícia não perdoou a sua vida. O mataram. Todos os dias peço a Deus que me dê forças para carregar essa dor tão grande. Pedimos que nos ajudem a tirar Ortega. É o culpado por este sofrimento”, declarou à AFP.

Uma longa fila se formou na Igreja de São Miguel, em Monimbó, com fotos dos mortos pelo regime socialista, cartuchos de bala e roupas manchadas de sangue para denunciar ante a Associação Nicaraguense Pró-Direitos Humanos (ANPH), que estima em 285 as mortes, embora outro grupo humanitário as calcule em mais de 220.

Para este sábado os opositores convocaram a “Marcha das flores” em Manágua e outras cidades.

Fonte: AFP

Ver mais

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close