fbpx

Marco Aurélio Mello confessa que Toffoli deu ‘conotação política’ ao STF

ministro Marco Aurélio
 


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello admitiu, nesta terça-feira (8), que a presidência da Corte sob Dias Toffoli teve conotação política. 

“Temos que reconhecer: ele deu uma conotação política muito grande à presidência, o que não havia em minha época. Fui presidente de 2001 a 2003, e a austeridade prevalecia muito mais. O ministro Fux será mais cerimonioso no contato com os chefes dos Poderes”, afirmou Mello em entrevista à rádio Band News ao mencionar que a posse de Fux será uma “modificação substancial” no STF. 

Além disso, Mello condenou declarações de ministros do Supremo que já se pronunciaram fazendo críticas ao presidente Jair Bolsonaro. “Ele foi eleito com quase 58 milhões de votos. E é hoje o presidente dos 211 milhões de brasileiros. Ele tem um mandato que tem de ser cumprido”.

“O ministro Marco Aurélio é aquela pessoa que vira para os seus colegas da Corte e diz o seguinte: vocês estão explanando a gente, pelo amor de Deus!”, comentou Italo Lorenzon no Boletim da Manhã.

Com informações, Revista Oeste

Assista aos comentários da notícia:

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...