fbpx

Marina Silva volta a defender plebiscito para questão do aborto 

SANTOS, SP, 13.08.2014: EDUARDO-CAMPOS - A candidata a vice na chapa de Eduardo Campos, Marina Silva (PSB), comentou a morte do companheiro de campanha em entrevista coletiva em Santos, litoral de São Paulo, nesta quarta-feira. (Foto: Joel Silva/Folhapress)
 


A candidata à presidência da República, Marina Silva (Rede) voltou a “subir no muro” quando enfrenta temas polêmicos que podem ser postos em discussão no Congresso Nacional a partir do ano de 2019. 

Em mais uma entrevista à EBC, ela foi questionada sobre o papel do Supremo Tribunal Federal (STF) em relação à descriminalização do aborto até a 12ª semana de gestão. Marina criticou a judicialização do tema, mas ao mesmo tempo voltou a defender que o aborto deve ser discutido por meio de consulta à população. 

O detalhe é que Marina Silva defende plebiscito sobre a questão do aborto, mas se mostra contra ao porte de arma para o cidadão de bem, mesmo que o tema tendo sido alvo de referendo e a maioria da população brasileira se colocou pró-armamento civil. 

Marina Silva parece ter pesos e medidas diferentes. A candidata se afasta de polêmicas e de posições firmes quando estão em jogo os votos que pode ter na disputa pela presidência da República. 

Está em análise no STF uma ação do PSOL de Guilherme Boulos, que também disputa a presidência, sobre a descriminalização do aborto. O STF – ainda que seja um poder que tem o dever de guardar a Constituição – realizou audiências públicas e vem debatendo o tema como se um órgão legislativo fosse. 

A relatora do caso é a ministra Rosa Weber. 

Quanto à Marina Silva, a candidata ainda tenta agradar aos dois lados, ao afirmar que tem uma posição contrária ao aborto, mas que vai jogar o tema para a população, como se a relativização da vida fosse um dos papéis da democracia. 

Sobre o Colunista

Redação TL

Redação TL

3 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Professor de português mandou lembranças….
    Marina Silva volta a “defende” plebiscito para questão do aborto

  • Caso Marina seja eleita vai aumentar a pena para 20 anos de reclusão pra quem quebrar um ovo de tartaruga em extinção. Já para o aborto de um ser humano vai no plebiscito mesmo….

  • Vai te catar Marina Silva! Que decepção esta mulher “melancia”! Uva vez comunista, sempre comunista! Vai pra Cuba ou para a Venezuela sua gramiscista de uma figa! Vai procurar sua turma!

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...