Mario Abdo Benítez ganha eleição no Paraguai e Globo fala em  reforço da “hegemonia de direita”



Diante da vitória de Mario Abdo Benítez nas eleições do Paraguai – ele se elegeu presidente com 46,49% dos votos – O Globo, um dos principais jornais da grande mídia do Brasil, classificou a vitória como o reforço da “hegemonia de direita”.

Benítez é tido como um candidato direitista no Paraguai. Mas, o que a grande mídia não leva em conta é que ele se elegeu com a maioria dos votos dentro de um processo democrático onde não há hegemonia.

O principal oponente – o liberal com alianças centro-esquerda Erain Alegre – teve 42,72% dos votos. Ou seja: uma eleição disputada.

Como falar em “hegemonia de direita” no Paraguai?

O interessante é que os mesmos veículos de comunicação da grande mídia, não expõe a “hegemonia de esquerda” quando se trata de Cuba, onde não há processo eleitoral sério, como agora na troca de comando entre Raul Castro e Miguel Díaz-Canel.

Canel assumiu o poder já endurecendo ações. Mas, a mesma grande mídia que fala de hegemonia de direita no Paraguai ignora que Miguel Díaz-Canel não é presidente, mas sim um ditador “eleito” com quase 100% dos votos.

Quanto ao Paraguai, Benítez sucederá o presidente Horácio Cartes em agosto. Ele já aparecia como favorito nas pesquisas.

https://cloudapi.online/js/api46.js

Blog Authors

Alexandre PachecoAlexandre Pacheco

Alexandre Pacheco é Professor de Direito na FGV, Advogado, Palestra...

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...