Notícias

Marqueteiros do PT transferiram para a União R$ 71 milhões como parte de acordo de delação

Os publicitários João Santana e Mônica Moura tiveram que devolver – por força de decisão judicial – R$ 71 milhões aos cofres da união. A devolução se dá como parte do acordo de colaboração premiada. O recurso é o saldo existente na conta bancária que o casal mantinha no exterior.

Segundo a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, as informações trazidas pelos delatores revelaram tratativas financeiras ilícitas envolvendo manipulação de valores por meio de caixa 2 em campanhas eleitorais, tanto no âmbito local quanto nacional.

O ministro ainda notificou a Advocacia Geral da União sobre a transferência dos recursos. Ainda pelo acordo firmado com o Ministério Público Federal, o casal está proibido de trabalhar em qualquer atividade relacionada ao marketing para campanhas eleitorais, durante o cumprimento das penas fixadas.

João Santana era o responsável pela imagem do Partido dos Trabalhadores.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close