Milícias e tráfico aterrorizam população carioca

armas baile funk


O Terça Livre conversou nesta segunda-feira (20/1), com o policial civil e deputado estadual, Márcio Guarlberto Santos (PSL-RJ), sobre a segurança pública do Rio de Janeiro e o cenário de terror caótico que a população do estado é obrigada a conviver sob o domínio do tráfico e das milícias.

De acordo com o deputado, não há uma única região do Rio que não esteja dominada ou pelo tráfico de drogas, ou pelas milícias, e o resultado disso seja a supressão das liberdades dos próprios cidadãos.

Das forças policiais, ele elencou como primeira no combate às milícias a polícia civil. “Os casos envolvendo milícias ficam a cargo da polícia civil”, disse.

Para a solução do problema das milícias, Márcio afirmou que o prazo estimado é de cinco a dez anos e que é necessário começar por uma mudança de consciência, passando pelo combate às narrativas da mídia tradicional que criminaliza os policiais e relativiza os criminosos.

Confira a entrevista completa

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...