fbpx

Ministro da Educação sugere que ENEM seja adiado por até 60 dias

 


O ministro da Educação, Abraham Weintraub, sugeriu que o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) seja adiado de 30 a 60 dias.

“Diante dos recentes acontecimentos no Congresso e conversando com líderes do centro, sugiro que o ENEM seja adiado de 30 a 60 dias. Peço que escutem os mais de 4 milhões de estudantes já inscritos para a escolha da nova data de aplicação do exame”, escreveu em seu perfil no Twitter.

O Ministério da Educação (MEC) lançou uma consulta entre os inscritos no ENEM, onde é possível opinar se a data da prova deve ser mantida ou adiada.

Os estudantes serão consultados pela Página do Participante, que reúne todos os serviços que os candidatos precisam ter acesso antes e depois da realização da prova.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...