BrasilNotícias

Ministro do Trabalho é suspenso do cargo por conta de operação da PF

O ministro do Trabalho, Helton Yomura, foi suspenso do cargo em função da Operação Registro Espúrio, que teve uma nova fase deflagrada nesta quinta-feira, dia 05.

O pedido de suspensão foi feito pela Polícia Federal e atendido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin. Com a decisão, Yomura não pode frequentar o Ministério do Trabalho, nem manter contato com investigados ou servidores da pasta.

No dia de hoje, foram cumpridos mandados de busca e apreensão no gabinete do deputado federal Nelson Marquezelli (PTB/SP). O parlamentar também é objeto de uma decisão e não pode frequentar a pasta do Trabalho ou manter contato com servidores e investigados.

As ações de hoje são desdobramentos de uma operação que investiga uma organização criminosa envolvendo políticos e servidores que teriam fraudado concessão de registros de sindicatos pelo Ministério do Trabalho.

Na fase de hoje, serão cumpridos 10 mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temperaria em Brasília e no Rio de Janeiro.

Em relação ao ministro, a PF acredita que Yomura foi alçado ao cargo de ministro para dar continuidade às irregularidades, servindo de uma espécie de “testa de ferro” para o esquema. Outros deputados federais já são investigados no esquema, como a parlamentar Cristiane Brasil (PTB/RJ), Jovair Arantes (PTB/GO) e Wilson Filho (PTB/PB).

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close