BrasilEleições 2018Notícias

Ministro prorroga prazo para investigação contra presidente Michel Temer

O ministro Luís Roberto Barroso decidiu prorrogar por mais 60 dias o inquérito contra o presidente da República, Michel Temer (MDB).

Temer é acusado de favorecer empresas portuárias em troca de propina. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) negou o pedido de defesa de Temer para arquivar a investigação.

Michel Temer segue – portanto – na mira dos investigadores. O inquérito foi aberto com base na delação dos executivos do grupo J&F. De acordo com a apuração, Temer teria como objetivo beneficiar empresas que atuam no porto de Santos (SP).

O presidente alega inocência.

A Polícia Federal solicitou prorrogação do prazo diante da necessidade de análise da quebra de sigilo bancário do presidente, que foi autorizada por Barroso em março. Em parecer, o Ministério Público Federal concordou com o pedido da PF.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close