MPF e Bolsonaro não recorrem e processo contra Adélio é encerrado

Adélio


O presidente da República, Jair Bolsonaro, não recorreu em prazo legal de sentença que absolveu Adélio Bispo depois de considerá-lo inimputável. Adélio não já não pode mais ser condenado.

Segundo a última sentença, proferida pelo juiz Bruno Sabino, o autor da facada contra o presidente não poderia ser condenado por ser portador de Transtorno Delirante Persistente, conforme laudos médicos demonstraram. Durante a campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro recebeu uma facada de Adélio em um ato na cidade de Juiz de Fora (MG).

O Ministério Público também não recorreu e por isso, a sentença transitou em julgado, ou seja, foram esgotados todos os prazos para recursos.

Em 14 de junho, data da publicação da sentença, o presidente afirmou que recorreria da decisão. Bolsonaro afirmou que estava “tomando as providências jurídicas do que posso fazer para recorrer. Normalmente o MP (Ministério Público) pode recorrer também, vou entrar em contato com o meu advogado”. No entanto, nenhuma providência foi tomada.

Nota na Íntegra

A sentença que considerou o réu Adélio Bispo de Oliveira inimputável e lhe impôs medida de segurança de internação por prazo indeterminado, em razão do atentado cometido contra o então candidato à Presidência da República Jair Messias Bolsonaro, transitou em julgado.

A sentença foi proferida em 14 de junho de 2019. O Ministério Público Federal foi intimado em 17 de junho de 2019 e não apresentou recurso. O Excelentíssimo Senhor Presidente da República, que atuou na ação penal como assistente da acusação, foi intimado em 28 de junho de 2019 e também não recorreu no prazo legal. Por último, a defesa de Adélio Bispo de Oliveira, intimada da sentença, renunciou ao prazo recursal em 12 de julho de 2019.

Assim, a sentença transitou em julgado em 12 de julho de 2019, não sendo mais cabível a interposição de qualquer recurso.

(Fonte: 3ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Juiz de Fora)

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

"Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo" (C.L.) | Jornalista, Católica, 22 anos,

5 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Se o próprio presidente, a vítima, não tem interesse em prosseguir em busca da verdade, eu é que não terei. Mais uma m… ein presidente! Tanto apoio que vc recebe e é essa a atitude que vc tem para com todos? Fraquejou feio.

  • Esse aí vai ficar a vida toda “preso”, (medida de segurança detentiva), internação em hospital de custódia e tratamento? E quem mandou matar?

  • Não duvido reabrirem o caso mais à frente, quando a despetização do sistema estiver mais favorável. Mas uma coisa é fato: Esse daí não sai nunca mais da cadeia e sim, já sabem quem financiou mas revelar agora criaria histeria na esquerda dentro do estamento, o que travaria o governo. Deixem pensar que venceram.

    @AntonioHCardos1

  • Deve ter sido a ala esquerda dos generais que mandou deixar pra lá…Gostaria de saber por que???? algum medo ou preocupação?

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...