Muçulmanos matam 20 cristãos em atentado nas Filipinas



Um atentado terrorista deixou ao menos 20 mortos na ilha de Jolo, no sul das Felipinas, neste domingo (27). Terroristas explodiram duas bombas dentro da catedral de Nossa Senhora de Monte Carmelo durante a missa da manhã. Quando as autoridades chegaram ao local, a segunda explosão aconteceu em um estacionamento, informou o porta-voz militar da região, Gerry Besana. A região é dominada pelo grupo terrorista Abu Sayyaf.

O chefe das Forças Armadas, Benjamin Madrigal, pediu à população “calma” enquanto as autoridades iniciaram uma operação para perseguir os responsáveis pelo ataque.

Catedral destruída por muçulmanos nas Filipinas.

O fato acontece dias depois do referendo para a criação de uma região autônoma muçulmana no sul do país, batizada de Bangsamoro e concebida como solução pacífica para décadas de conflito separatista provocado por islamitas.

A província de Sulu — da qual Jolo é a capital — votou contra se integrar a Bangsamoro, mas como faz parte da Região Autônoma do Mindanao Muçulmano (ARMM), com outras quatro províncias, seus votos computam em bloco e ela passara a pertencer a essa nova entidade.

Sulu é reduto de vários grupos jihadistas ligados ao Estado Islâmico, como Abu Sayyaf e o grupo Maute, responsáveis por sangrentos atentados na região.

 

Informações: Terra, AFP Internacional

Sobre o Colunista

Fernanda Salles

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

11 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Confundem o estado islâmico com a religião.
    Esses povos primitivos são aqueles que, segundo Cristo, disse: ” São os da Casa rebelde”.
    São desorganizados e nômades, errantes.
    Onde fixam moradia, deturpam o nome da religião, deturpa a sociedade para satisfazer seus próprios interesses.
    “Ninguém pode aterrorizar uma Nação inteira, a menos que sejamos todos seus cúmplices.”

  • Isso logo depois dos eco-extremistas aqui no Brasil quase explodirem as pessoas que iria sair de uma missa de Natal e logo depois do atentado em Campinas. O Brasil está tão violento contra católicos como as Filipinas, a diferença é que aqui a violência parte de ateus e não de muçulmanos – ainda.

  • Penso que, a violência no Brasil, não tem nada a ver com religião, e SIM, pela causa da demência devido consumo de drogas ilícitas.
    Doenças mentais, desorientação.Fora da realidade! É triste! Débeis.

    Muitas pessoas esquecem de tudo, menos de serem ingratos.Há os soberbos.

  • Falta de responsabilidade usar MUÇULMANOS na chamada da matéria. Fica subentendido que todos que praticam a religião são extremistas e terroristas. Sugiro mudar o termo usado. Essas pessoas já são vistas de maneira pejorativa o suficiente para adicionarem ainda mais carga sobre elas. Vocês são veículo de mídia, repensem.

  • Thauane de paula, façamos a seguinte pergunta:
    São terroristas porque são mulçumanos ou são mulçumanos porque são terroristas?
    Um fato é que a religião mulçumana está intrinsecamente ligada ao que os motiva cometerem atentados, se fosse outra religião, poderia motivá-los para outras coisas.

  • o islamismo é a única religião que eu conheço que seus fiéis são capazes de até explodir bombas no corpo para matar pessoas. seria bom se hitler tivesse matado 6 milhões de muçulmanos ao invés de judeus. hoje ele seria reconhecido como herói da humanidade.

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...