fbpx

Na Espanha, testes de coronavírus produzidos na China apresentam altos índices de falha

 


Os testes de coronavírus que a Espanha comprou de empresas chinesas têm uma alta taxa dos chamados “falsos negativos”, aumentando o risco de que pessoas contaminadas pela covid-19 infectem outras.

A Espanha é o segundo país com mais mortes em decorrência do vírus chinês.

Após testes preliminares dos produtos importados do país que é berço da pandemia mundial, a Sociedade Espanhola de Doenças Infecciosas e Microbiologia Clínica (SEIMC), emitiu documento em que não recomenda o uso dos testes chineses e continuar com a PCR (teste de referência, que leva mais tempo para ser concluído).

“O teste rápido faria sentido se tivesse uma sensibilidade aceitável”, explicaram os especialistas. “Não detectam casos positivos como o esperado”, afirma uma fonte que participou dos testes, consultada pelo El País.

Bioeasy

De acordo com o jornal espanhol, os testes de diagnóstico rápido, fabricados pela empresa chinesa Bioeasy têm uma “sensibilidade” de 30%, bem abaixo dos 80% recomendados para validade científica.

“Com esse valor, não faz sentido usar esses testes” , lamentou um microbiologista consultado pelo jornal.

“Eles nos deram 8.000 testes sem validá-los e, graças à prudência do Ministério da Saúde, nenhuma distribuição em massa foi feita”, disse uma fonte da Comunidade de Madri, citada pelo jornal El Mundo. “Eles não valem a pena”, enfatizou.

O Ministério da Saúde espanhol confirmou as queixas. Já a embaixada chinesa na Espanha respondeu a reportagens da imprensa e disse que a empresa Bioeasy não está incluída na lista oferecida por Pequim em fornecedores classificados e não possui licença das autoridades médicas para vender seus produtos.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

8 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Tem vídeo da fabricação das máscaras deles, desacreditei quando vi…procurem no YouTube…chocante. China, reduto de doenças e caos.

  • Criam dificuldade e depois VENDEM FACILIDADES!!!
    A História está aí para provar!
    1957-1958 H2N2 (China)
    1968-1969H3N2(China)
    1997-2004 H5N1 (China)
    2003 SARS (China)
    2006 Gripe Aviária (China)
    2010 Gripe Suína (China)
    2013 Peste Suína (China)
    2019 Corona Vírus (China)
    2020 Covid-19 (China)

  • Nessa altura do jogo país que acredita na China será mais uma vez tapeado! Outro país aí da ex Tchecoslovaquia comprou esses kits e afirmaram a mesma coisa. Alguns governos estão caindo direitinho na armadilha China/Russia/OMS

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...