Não era necessário respeitar o Brasil



Opinião – O anão diplomático cresceu. No G20, Jair Bolsonaro disse um sonoro “não” à velha prática internacional de diminuir o Brasil. De cabeça erguida, o presidente brasileiro marcou presença entre os líderes mundiais e apresentou rapidamente o novo rumo que seguirá o nosso país.

Não é mais como outrora, quando o Brasil era menosprezado por grandes potências econômicas. Com o PT na gestão, éramos vistos lá fora como o maior dos pequenos, o submisso latino-americano. Estaríamos saindo deste cenário aos poucos?

A postura mudou, fato. Talvez possamos até ensinar algo aos “deuses” europeus: “Temos exemplo para dar à Alemanha, inclusive sobre meio ambiente. A indústria deles continua sendo fóssil, em grande parte de carvão, e a nossa não. Eles têm a aprender muito conosco”, disse Bolsonaro no encontro do G20, na última semana.

Ainda acrescentou com firmeza: “O presidente do Brasil que está aqui não é como alguns anteriores, que vieram aqui para serem advertidos por outros países. A situação aqui é de respeito para com o Brasil. Não aceitaremos tratamento como no passado”.

O mundo não tinha razões para respeitar um Brasil submisso, que não valorizava suas incomparáveis riquezas, que exportava sua dignidade a preço de banana.

Miramos em outro patamar. Agora é esperar que o governo acerte o alvo.

Sobre o Colunista

Fernanda Salles

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

7 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Se eu fosse Angela Merkel, ficaria pé da vida em saber que eu e minha Alemanha inteirinha amedrontamos menos Bolsonaro do que um m***** de um Rodrigo Maia e Alcolumbre da vida, sitiados nos poucos m² de um maldito Congresso Nacional. Das ist das Leben! 🙂

  • O que os europeus do euro fizeram foi um blefe pra ver se colava. Caso eles boicotassem o Brasil ficariam fora de uma grande oportunidade, a grande abertura do nosso país e vizinhos do Mercosul para o livre comércio. E os EUA, Japão e BRICS seriam parceiros preferenciais deixando a Europa do euro menor e menos influente. Os presidentes anteriores eram capachos da Europa esquerdista, eles mandava e os presidantas cumpriam. Agora temos um presidente que sabe jogar, Jair Bolsonaro. Perdeu PT…

  • Excelente reportagem, Fernanda.

    Nosso Presidente só nos dá orgulho e o acordo de Livre Comércio Mercosul – UE, outro sucesso.

    Ah e as ruas do Brasil tomadas de verde e amarelo, espetacular.

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...