O cenário da Segurança Pública no Brasil após decisão do STF

policia federal 2


O Terça Livre conversou com Diego Pessi, promotor do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) e autor do livro Bandidolatria e Democídio, nesta sexta-feira (15/11), sobre a situação da segurança pública no Brasil e as perspectivas após a decisão do Supremo Tribunal Federal

Em pleno feriado da Proclamação da República o promotor nos atendeu e discorreu sobre o livro e o conhecimento gerado: o que é a “bandidolatria“? E “democídio” o que significa? Quais as bases que fundamentam estes termos?

O caótico cenário nacional da segurança pública que contava até 2018 com 60 mil homicídios por ano, 70 mil pessoas desparecidas, 3 assaltos por minuto nas capitais, 50 mil estupros anuais e apenas 10% de resolução de crimes.

Este mesmo cenário conta também com a constante queixa das autoridades policiais, justa inclusive, que “falta braço“, ou seja, o número de policiais é baixíssimo face aos índices de criminalidade: a Polícia Federal por exemplo, contava até então com 24 mil homens na folha de pagamento, 13 mil apenas na ativa e distribuídos em diversas funções, e apenas um número aproximado de 6 mil homens na rua para atender uma população de 202 milhões de cidadãos. Trata-se de um trabalho heroico das forças policiais.

O resultado óbvio desta equação cruel é que não há apuração de autoria para a parcela majoritária dos crimes.

No governo Bolsonaro, com o ministro da Justiça e Segurança Pública instituído, Sérgio Moro, assistimos nestes últimos 11 meses, a queda de 22% dos homicídios e um verdadeiro espetáculo de apreensão de drogas. A criminalidade caiu de forma geral, também afirma o promotor.

Como nem tudo são flores, a queda da prisão em após condenação em segunda instância decidida recentemente pelo Supremo, influencia nocivamente as perspectivas da segurança pública, conforme explica Diego.

A análise completa você confere na entrevista abaixo.

Entrevista com Diego Pessi

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

Comente

Clique aqui para comentar

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...