DIA DO GLORIOSO EXÉRCITO BRASILEIRO - Terça Livre TV
Notícias

DIA DO GLORIOSO EXÉRCITO BRASILEIRO

Allan Dos Santos
19 de Abril de 2017

O GLORIOSO EXÉRCITO BRASILEIRO venceu franceses, ingleses, paraguaios e holandeses, mas depois da morte do DUQUE DE CAXIAS, cedeu ao positivismo e instaurou a maior desgraça do Brasil: a República.

Luís Alves de Lima e Silva, Duque de Caxias, era membro do Partido Regressista na década de 1840 – partido que fazia oposição ao Partido Liberal do Pe. Diogo Antônio Feijó (Regente Feijó) – e depois tornou-se o PARTIDO CONSERVADOR. Caxias foi eleito senador em 1846 e dez anos depois virou o Presidente do Conselho de Ministros (primeiro-ministro). Ele ocupou o cargo novamente durante um breve período entre 1861 e 1862, porém saiu quando seu partido perdeu a maioria no parlamento. Durante as décadas seguintes Caxias viu seu partido crescer, alcançar seu apogeu e entrar em declínio por conta de conflitos internos. Voltou à presidência do conselho pela última vez em 1875 e ficou até 1878. Depois de anos com a saúde piorando progressivamente, Caxias faleceu em maio de 1880, 9 anos antes do nascimento da república golpista.

Homenagens a Duque de Caxias: Armas do duque de Caxias, nas quais figuram as armas das famílias Silva, Coutinho, Lima, Brandão, Soromenho e Ferreira. Também utilizadas por alguns de seus parentes.

Há no Centro da cidade de Niterói a rua Marquês de Caxias em sua homenagem;

Em sua homenagem o Palácio Duque de Caxias na Cidade do Rio de Janeiro, antiga sede do Ministério do Exército, atual sede do Comando Militar do Leste;

Em frente ao Palácio Duque de Caxias há o Panteão Duque de Caxias, com uma estátua equestre do patrono do Exército, monumento onde estão sepultados seus restos mortais e de sua esposa;

Em 14 de março de 1931, a antiga Porto da Estrela, onde nasceu, foi nomeada Distrito de Caxias. Em 31 de dezembro de 1943, através do Decreto-Lei 1.055, elevou-se à categoria de município, recebendo o nome de Duque de Caxias, no estado do Rio de Janeiro;

Em sua homenagem, foi dado o nome de 25 de agosto, data de seu nascimento, a um dos principais bairros do município de Duque de Caxias;

O 15º (responsável pela cidade de Duque de Caxias) e o 17º Batalhões (responsável pela Ilha do Governador) da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro recebem o nome de “Batalhão Duque de Caxias”, haja vista cada terem recebido tal denominação quando o primeiro pertencia a PM do antigo estado do Rio de Janeiro e o segundo, a PM do antigo estado da Guanabara. Além disso, o militar também foi comandante-geral daquela corporação, em seus primórdios.

Títulos e condecorações:
Títulos nobiliárquicos
Barão por decreto de 18 de julho de 1841;
Visconde por decreto de 15 de agosto de 1843;7
Conde por decreto de 25 de março de 1845;
Marquês por decreto de 20 de junho de 1852;
Duque por decreto de 23 de março de 1869.

Títulos agremiativos
Membro honorário do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro;
Presidente de Honra do Institut D’Afrique;
Sócio honorário do Instituto Politécnico do Brasileiro;
Sócio efetivo da Sociedade dos veteranos da Independência da Bahia;
Sócio honorário do Instituto Literário Luisense.
Condecorações
Cavaleiro da Imperial Ordem do Cruzeiro;
Medalha de Ouro da Independência;
Comendador da Ordem de São Bento de Avis;
Cavaleiro da Imperial Ordem da Rosa;
Grã-cruz da Ordem Militar de Avis;
Medalha de Ouro da Campanha do Uruguai;
Grã-cruz efetivo da Imperial Ordem da Rosa;
Medalha de Ouro Comemorativa da Rendição de Uruguaiana;
Grã-cruz da Imperial Ordem do Cruzeiro;
Grã-cruz da Imperial Ordem de D. Pedro I;
Medalha do Mérito Militar;
Medalha Comemorativa do término da Guerra do Paraguai.

Que o Glorioso Exército Brasileiro volte a ter homens como o DUQUE DE CAXIAS!

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Close