‘Oceanógrafo’ afastado de Noronha tem pelo menos 18 denúncias contra ele na Justiça



O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)  afastou o oceanógrafo José Martins da Silva Júnior, conhecido como “Zé Martins” de seu cargo e o transferiu para uma unidade de conservação no sertão pernambucano.

José Martins da Silva Júnior era analista ambiental em Fernando de Noronha e coordenador de um projeto de preservação de golfinhos no arquipélago. 

A decisão do presidente do ICMBio, Homero de Giorge Cerqueira foi anunciada na quinta-feira (1°) e aconteceu mesmo contra a vontade do oceanógrafo, que chegou a pedir oficialmente a anulação da decisão.

De acordo com o site Diário do Poder, Zé Martins agora é investigado pela Polícia Federal, que instaurou inquérito para investigar denúncias de corrupção, favorecimento e até de uso indevido de nome e logos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do Ministério do Meio Ambiente, por uma ONG Projeto Golfinho Rotador, de propriedade José Martins da Silva Júnior, vulgo “Zé Martins”. A reportagem, inclusive, foi compartilhada pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles em sua conta no Twitter.

O Tribunal de Justiça de Pernambuco já informava há sete anos a existência de 18 processos contra José Martins da Silva Júnior. Uma certidão, emitida pela Delegacia de Polícia de Fernando de Noronha, relatando ocorrência de “crime contra turista”, registrada por Fabiana Mourão Natucci. 

Há também contra ele, na Polícia do arquipélago, ocorrência de roubos e furtos registrada por Roser Marti Mayenco e outra feita por João Silvestre da Silva.

Zé Martins também foi denunciado à polícia por Wagner de Albuquerque Teixeira, mais uma por Cândida Couto de Barros Coelho. Há até a ação de reintegração de posse nº 2006.83.00.007994-9, ajuizada por Leonora Fritzche contra Zé Martins e sua ONG.

Abuso de poder

O Conselho Distrital de Fernando de Noronha e a Assembleia Popular Noronhense encaminharam em março de 2016 denúncia ao promotor de Justiça de Pernambuco, segundo a qual o ICMBio estaria causando constrangimento e pavor a uma comunidade que, além de enfrentar graves problemas de falta de infraestrutura, “não pode contar com o apoio e orientação deste Instituto e os moradores de Fernando de Noronha são submetidos a abordagens absurdas e descabidas de propósitos, algumas vezes acompanhadas, inclusive, pela Polícia Federal”.

As considerações e as denúncias contra Zé Martins foram listadas em documento da auditoria interna do ICMBio.

Com informações Diário do Poder

 

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

"Cheguei mesmo à conclusão de que escrever é a coisa que mais desejo no mundo" (C.L.) | Jornalista, Católica, 22 anos,

14 Comentários

Clique aqui para comentar

  • É preciso provar as acusações contra o oceanógrafo, pesquisei as ações no TJ PE e em algumas ele é autor e a Reintegração de Posse mencionada em que é foi arquivada definitivamente.

  • Também pesquisei, e tem processos em que ele é Réu, outros que acho que nem é dele,pois tem um nome parecido mas é com um nome diferente na frente, outros da prefeitura de Recife que deve ser cobrança de Iptu de algum imóvel dele, outros por ameaça tanto dele quanto de outros contra ele, que deve ser discussões em virtude do trabalho dele em que ele tem autonomia para multar as pessoas que inflingem as leis ambientais locais, outro contra a Tim que colocou ele no serasa injustamente e a reintegração de posse que é mais de um processo aparece o nome de Golfinho Rotador em que ele era o responsável.

  • Esse cara é um câncer em Noronha, tenta multar a nós moradores até por poda de árvores não nativas, plantada no jardim de casa, que fica mais de KM longe de mata.

    Usa do ICMBIO (órgão público) para atacar as empresas que não tem “parceria” com a ONG DELE. Quem não é “parceiro”, sofre perseguição constante, multa e ameaça. Trata mal os fiscais, trata mal os moradores, trata mal os turistas (nossa única fonte de renda).

    Apoia as cortinas de fumaça do governo de PE, como a dos carros elétricos. Em Noronha a energia elétrica é de geradores a DIESEL! Vão trocar queima gasolina, pelo aumento da de DIESEL, ferrando com o meio ambiente, enquanto posam pra foto com os ordinários da ADM de Noronha, que é indicada pelo canalha do governador.

    Ano passado só de taxa extorquindo os turistas foram 11milhoes, e não temos lâmpadas nos postes, nem asfalto no chão. Tudo com a conivência desse “cidadão”.

    SOMOS COLONIZADOS E ROUBADOS!

  • Jonatha, espero que agora as coisas comecem a melhorar p vcs aí…um lugar tão lindo e abençoado não merece q tenha lixos como este ser. Fé.

  • Como católica e acima de tudo jornalista de profissão…honre sua religião e seu ofício e só poste veracidade, jogar o nome da pessoa é fácil….quero ver provar a pesquisa com o CPF do acusado….Isso, certamente se for falso cabe um belo processo. OBS: Não tenho nenhuma amizade com o acusado, Porém, é preciso ter responsabilidade antes de sair jogando o nome das pessoas na LAMA.

  • Texto extremamente irresponsável, beirando o crime de difamação. Sem fontes, cheio de informações falsas e outras tantas erradas. Lamentável. “Cristã e Jornalista”. Que vergonha.

  • José Martins da Silva Junior é um oceanógrafo, com doutorado em golfinhos rotadores, reconhecido nacional e internacionalmente como uma das maiores autoridades em golfinhos do mundo, estando há mais de 30 anos em Fernando de Noronha, criador do Projeto Golfinho Rotador, tendo passado por grandes dificuldades financeiras no início deste projeto, sendo que seu falecido pai foi um dos seus patrocinadores à época, sendo que ele nunca desistiu, mesmo com poucos recursos, defendendo a ilha de todas as espécies de abusos, tanto marinhos quanto terrestres. Se ainda temos uma ilha preservada, devemos isto a ele que luta diariamente para preservar aquele paraíso. Quem está se opondo e quer a remoção dele de FN são os interesses ($$$$$) de grandes empresários do setor de turismo que querem transformar a ilha em uma Cancún, com redes hoteleiras de alto padrão(como se isto fosse tranquilo e sem impactos ambientais) e inclusive operadores de mergulho. E, para você, menina Bruna de Pieri e para o Allan, um recado: sejam responsáveis com as suas publicações, pois vocês estão jogando à lama a reputação de um homem dedicado, correto, íntegro e um grande pesquisador/autoridade em ambiente marinho. Vocês irão colher os frutos deste tipo de reportagem irresponsável. Defendo José Martins da Silva Junior e acredito que ele está sendo removido de Noronha por interesses escusos de pessoas que estão interessadas apenas na especulação imobiliária da ilha, os quais dão de ombros para a preservação dos ambientes marinho e terrestre deste paraíso. Uma imensa injustiça! Imensa!

  • Tudo pra justificar a decisão descabida do Bolsonaro, que a única coisa que pensa é no “viés ideológico”.

  • E ainda tem gente achando que esse oceanógrafo mudou de Noranha para o sertão por incompetência do ministro. Esse pelo que vemos é mais um burocrata a fim de criar uma “facilidade” para a população local.