Os novos delírios de Persio Arida, o economista de Alckmin



Persio Arida é um legítimo representante da Nova República, o que chamamos agora de Velha Política.

Por: Guilherme G. Villani

Iniciou sua atuação política no grupo guerrilheiro de extrema-esquerda VAR-Palmares, o mesmo de Carlos Lamarca e Dilma Rousseff.

Preso por suas atividades na organização que visava implantar a ditadura do proletariado, revelou em uma entrevista à Revista Piauí como Antônio Gramsci veio ao seu socorro como via para o socialismo através da hegemonia política na sociedade civil.

A entrevista deu o que falar. O Coronel Brilhante Ustra escreveu uma réplica “O delírio de Persio Arida” e classificou a entrevista como “27 páginas de situações imaginárias, fictícias e delirantes”.

Em outro trecho, Pérsio Arida revela frieza comunista ao se referir ao suicídio de Massufumi Yoshinaga. “Mas quem chora a morte de um traidor?”

A desumana indiferença demonstrada chamou a atenção de outro ex-guerrilheiro, Celso Lungaretti, que com outro artigo “menos rebuscado, contudo honesto e bem mais compassivo” afirma que “Quanto à acusação feita ao Massafumi Yoshinaga, de haver também delatado a área, foi uma das maiores infâmias cometidas pela esquerda brasileira em todos os tempos! “

Após concluir seus estudos de Economia pela USP, Persio Arida entra para a Academia e para o grupo de economistas da Nova República que Roberto Campos, um liberal clássico, classificaria de “mixórdia heterodoxa”. A confusão mental entre os economistas e políticos da época resultou no desastre do Plano Cruzado. Hiperinflação, exaustão das reservas cambiais e a moratória da dívida externa.

Antes de entrar na equipe responsável pelo Plano Real trabalhou para o Grupo Moreira Salles, do Unibanco. Já na equipe que viria a estruturar a nova moeda, foi um dos defensores do modelo argentino de indexação cambial, e que levaria aquele país à ruína no início dos anos 2000.

Em 1995, sua passagem pelo Banco Central foi curta, mas impactante. Durante sua gestão os juros da dívida (SELIC) chegaram a inacreditáveis 85% ao ano. Tudo para evitar a desvalorização da moeda.

Pérsio Arida deixou o BC alegando motivos pessoais, mas sua imagem estava desgastada devido denúncias envolvendo as operações do mercado de dólar durante a implantação da nova política cambial.

Na época, o então deputado Delfim Netto afirmou acreditar na lisura de Arida, mas disse que “lucraram os bancos que entenderam os comunicados do BC, que só foram traduzidos para o português depois”.

Os bancos que fizeram movimentações atípicas foram o BBA, Pactual e ING.

Em 1996 Pérsio Arida virou diretor do Opportunity Asset Management do banqueiro Daniel Dantas, onde ficou até 1999.

Durante o período, houve acusações de favorecimento ao Opportunity no processo de privatização de empresas públicas de telefonia.

Posteriormente Persio Arida foi um dos indiciados pela Polícia Federal na Operação Satiagraha que chegou a prender Daniel Dantas, o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta e outras 15 pessoas.

A Operação foi anulada pelo Superior Tribunal de Justiça – STJ e a anulação ratificada pelo STF em 2015. Os tribunais consideraram que as provas obtidas se basearam em grampos ilegais.

Em 2008 Pérsio Arida se tornou sócio de outro controverso banqueiro, André Esteves, do BTG Pactual. Esteves foi preso em 2015 sob suspeita de tentar obstruir a Lava Jato. Segundo a Procuradoria Geral da República, Delcídio Amaral do PT-MS ofereceu R$50mil para a família de Nestor Cerveró calar o ex-diretor da Petrobrás. O dinheiro viria de Esteves.

Outra regalia oferecida pelo banco de Arida a um político foram as passagens aéreas e a hospedagem em um luxuoso hotel nova iorquino logo após Aécio Neves se casar com a modelo Letícia Weber.

O BTG Pactual disse que as despesas custeavam uma palestra de Aécio num evento voltado para investidores estrangeiros. Foi a perfeita Lua de Mel unindo o útil ao agradável, não?

Arida deixou a sociedade com André Esteves em 2017 para se dedicar exclusivamente à campanha de Geraldo Alckmin do PSDB.

Quando tem a oportunidade refere-se a Jair Bolsonaro como um engodo estatizante como a esquerda, e que só fala barbaridades.

O que Persio Arida não fala é como economistas foram habilmente usados pelos sociais democratas do PSDB durante o governo FHC para implementar o pior da agenda socialista: aumento de impostos e gastos públicos. Acompanhado do pior da receita neoliberal: juros estratosféricos e populismo cambial.

Persio Arida delira ao achar que o PSDB é um partido de direita, que Jair Bolsonaro é de esquerda e que o povo brasileiro vai acreditar em alguém que acumulou ao longo de sua trajetória profissional sociedades com banqueiros tão controversos.

FONTE: http://piaui.folha.uol.com.br/materia/rakudianai/

https://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz2705201107.htm

http://celsolungaretti-orebate.blogspot.com/2011/05/refrescando-memoria-do-persio-arida.html

https://www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/3/23/dinheiro/12.html

https://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc20119814.htm

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2015/11/25/andre-esteves-pagou-evento-e-lua-de-mel-de-aecio-neves-em-nova-york/

Sobre o Colunista

Guilherme Galvão Villani

Guilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atua em Mercados de Capitais. Agente Autônomo de Investimentos.

5 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Boa tarde, concordo com o Rogério! Comecei pelo canal no Youtube e estou achando o site o máximo. Precisamos parar de dar visualizações para os absurdos do Uol e G1. Vcs são ótimos.

  • A matéria é falsa quando descreve André Esteves.
    É justamente o contrário: O MPF reconheceu que Delcício mentiu em seu depoimento inicial e pediu a absolvição definitiva do banqueiro, que foi concedida pelo juíz.

  • Conheci o site pelo canal no YouTube, e posso dizer que agora visitarei muito menos o uol, encontrei um site para poder ter acesso a informações, obrigado terça livre

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...