fbpx

Países ricos exigem medidas e apontam o dedo para o resto do mundo, mas na hora de colocar a mão no bolso não querem, diz Salles

 


O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse  que a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2019 (COP25) “não deu em nada”.

Em vídeo, Salles explica que apresar  de todos os esforços do Brasil, não foi possível encontrar um texto de comum acordo e prevaleceu uma visão protecionista, de fechamento de mercado, “e o Brasil e outros países que poderiam fornecer créditos de carbono em razão de suas florestas e boas práticas ambientais saíram perdendo”.

O ministro completou dizendo que o Brasil segue firme no trabalho de atrair recursos para o Brasil e os brasileiros.

Ainda em publicação nas redes sociais, ele comentou que “[Os países ricos] Exigem medidas e apontam o dedo para o resto do mundo, sem cerimônia, mas na hora de colocar a mão no bolso, eles não querem”, afirmou.

Para Salles, “protecionismo e hipocrisia andaram de mãos dadas o tempo todo”.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...