Notícias

Palocci pede para ser ouvido novamente na Lava Jato

O ex-ministro Antonio Palocci, condenado por Sergio Moro em junho de 2017 a 12 anos de prisão, pediu para ser ouvido novamente no âmbito da Operação Lava Jato. A petição foi apresentada na última quarta-feira (7) no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Na petição, a defesa afirma que, independente da realização do acordo, Palocci teria escolhido “a cooperação imediata e espontânea” como caminho para a resolução de seus débitos com a Justiça.

“O recorrente quer ser interrogado novamente a fim de cooperar na elucidação dos fatos criminosos -relacionados na denúncia- dos quais participou, detalhando com exatidão todos os meandros de sua atuação criminosa”, diz a peça apresentada por seus advogados.

Palocci agora estaria apostando em um acordo de colaboração premiada. Segundo a Folha de S. Paulo, os advogados do ex-ministro voltaram a conversar sobre essa possibilidade com a equipe de Raquel Dodge na Procuradoria-Geral da República.

Segundo a defesa de Palocci, os novos fatos que pretende contar já começaram a ser esclarecidos no último depoimento, mas não foram esgotados. “Na ocasião […] o recorrente teve que dar mais atenção aos fatos que eram objeto daquela denúncia, não podendo discorrer de modo mais extenso sobre os acontecimentos ilícitos que compõem o objeto da presente ação penal”, diz a petição.

Entre os assuntos que Palocci gostaria de abordar, de acordo com seus advogados, está a formação e o financiamento da Sete Brasil; conversas das quais participou para organizar o esquema de propina decorrente das sondas; atos por ele praticados na operacionalização do recebimento de propinas; vantagens indevidas por ele solicitadas e indicação da origem e do destino das propinas.

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close