Papel de 007 pode ser assumido por uma mulher em próximo filme da franquia



A atriz britânica Lashana Lynch, famosa por seu papel como a piloto Maria Rambeau, de Capitã Marvel, pode assumir o codinome de agente 007 durante o 25º filme da franquia James Bond, de acordo com rumores do tabloide britânico “Daily Mail”.

Resultado de imagem para 007
Papel de 007 pode ser assumido por uma mulher em próximo filme da franquia

A publicação explica, contudo, que ela não será um novo James Bond (que continua a cargo de Daniel Craig), mas sim uma nova personagem que assume o número do agente secreto depois que ele deixa a MI6. “Os tradicionalistas podem relaxar: ela não é o novo Bond, mas um novo personagem que assume o seu número de agente secreto”, diz a notícia.

No filme, Bond está desfrutando de uma vida tranquila na Jamaica, depois de ter deixado o serviço ativo. No entanto,  um antigo amigo da CIA, Felix Leiter, surge pedindo sua ajuda. A nova missão é resgatar um cientista raptado. Mas Bond não voltaria como 007, já que o codinome estaria ocupado por outra pessoa, no caso, Lashana Lynch.

Feminista Phoebe Waller-Bridge é uma das roteiristas do filme

O Daily Mail acredita que a mudança aconteça graças à intervenção da escritora de TV feminista Phoebe Waller-Bridge, uma das roteiristas do filme. Feministas aplaudiram a ideia de Phoebe de reformular a franquia 007, por considerarem machista a forma como James Bond trata as mulheres.

Phoebe Waller-Bridge foi um dos principais nomes das indicações ao Emmy, Oscar da Televisão. Ela foi coroada com três indicações: Melhor Série de Comédia por “Fleabag”, que protagoniza, escreve e produz, Melhor Atriz de Comédia também por “Fleabag” e Melhor Série Dramática, por “Killing Eve”, que tem sua roteirização.

A informação de que Bond seria substituído por uma personagem feminina ainda não foi oficializada. Bond 25 tem estreia marcada para o dia 3 de abril de 2020, no Reino Unido, e 8 de abril nos demais países, incluindo o Brasil.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

25 Comentários

Clique aqui para comentar

  • “Parabéns”, Aloisio.
    O seu comentário encapsula toda imbecilidade da esquerda, seu retardado de merda.

  • Porque não criar um novo personagem forte ao invés de EMPODEIRAR de algum masculino que já faz sucesso? Isso não é justamente tentar fazer sucesso à sombra do legado de um personagem masculino?

  • Parabéns as feministas, precisam catar migalhas pra ter destaque na industria, bebem da mesma fonte, mas arrotam que são emponderadas….kkkk Isso sim é é orgulho de passar vergonha como toda esquerda adora. Mas é isso, continuem na sombra, continuem mendigando papeis de homens..kkk Feminismo é comedia gratuita..kkk

  • Um negro homem britanico seria muito mais sensato. Candidatos não faltam. Ele só não iria poder se passar por um russo.

  • Daniel Craig causou “revolta” por ser louro para os aficcionados pela história original, mas eu gostaria de ver Idris Elba neste papel, pois 007 foi criado para ser homem e eu gostei muito de ver a Moneypenny como agente de campo em Skyfall e merecia mais como uma agente 00. Sinceramente, esta moça nada tem a ver com a história contada pela saga com Daniel Craig. Vão destruir a história? Que novidade!

    @AntonioHCardos1

  • As feministas só provocam caos! Querem uma heroína? Criem um personagem como agente, mulher, oras! Mas não, precisam destruir uma saga que surgiu no início dos anos 1960. Bom, se fizerem isto, mais uma tradição do Cinema que se esvai para sempre.

  • Que idiotice. Se for isso msm, com certeza nem vou perder meu tempo assistindo 007 feminista. Podem inverter outros papeis “homem maravilha”, “wolwerina” “ciclopa” ah vai pra pqp.

  • Sim o 007 sempre foi machista e ainda achava tempo para salvar as bondgirls e o mundo da morte certa. No final dos filmes como acabava o roteiro os dois sempre improvisavam.

  • Bom, será um retubante fracasso. Depois pode mudar o sexo de Jesus, Maomé, dizer que virgem Maria é João. Que meu pai é mãe, é a bosta esquerdopata tomando a cultura e delirando na merda.

  • Vejo muitos papeis em que as franquias com homens como principal personagem sendo aos poucos substituídos pelo sexo feminino, fora os filmes em que a figura masculina é esculachada ou retratada como um imbecil.

  • Vai ser um fracasso LINDO de se ver, alguém se lembra do filme dos caça-fantasmas que foi uma porcaria?

  • Quem chamar ela de feia vai estar sendo racista, querem apostar? É assim que a grande mídia funciona, ou você acha a atriz bonita – eu acho ela bonita apenas de corpo, o corte de cabelo dela é bestializado – ou você vai ser titulado como racista e machista.

    Para mim, cinema é um meio de entretenimento que subverte a mente de quem assiste, não me importo muito com a degeneração moral que já fazem naquele lar de zionistas.

  • Assisti capitã marvel, e foi o fim da Marvel pra mim. E se assim seguir essa merda de cinema, acabou se td pra mim, fodam se o empoderamento feminino e essas coisas ridiculas q elas pregam. Idiota de quem assistir…

  • Matar um personagem e seu estilo para cumprir agenda progressista é ótimo para falir filmes, haja visto caça fantasmas. Parabéns pra eles se prosseguirem com esta ideia, vai ser realmente o fim do personagem. 007 é um só, e ele é homem, rodeado de bond girls, sofisticado cheio de testosterona. É e sempre será um homem.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...