fbpx

Para fugir da ditadura de Maduro, venezuelanos dormem ao relento na Colômbia

 


Estima-se que quase um milhão de venezuelanos fugiram da ditadura de Nícolas Maduro para buscar refúgio na cidade vizinha, a Colômbia.

No entanto, ao invés de encontrarem condições de vida melhores do que na Venezuela, estas pessoas continuam enfrentando dificuldades.

Muitos, conforme mostrou reportagem do site Euronews, de vida mais favoráveis, dormem em parques ao relento. Um dos entrevistados relatou que dormem numa árvore, o que considerou mais “seguro” já que crianças e mulheres grávidas dormem na rua.

Grávida de seis meses, uma venezuelana conta que poupou para comprar um ponto de venda ambulante, mas o pouco que ganha envia para os quatro filhos que ficaram na Venezuela.

“Não é fácil dormir no chão. Todo mundo sabe que para uma pessoa grávida, isso afeta o bebê. Mas aqui estamos, lutando…”, desabafou. Os parques de Bucaramanga, em Santander, viraram dormitórios à céu aberto.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...