BrasilNotícias

PCC planejava ataques no modelo das Farc durante as eleições

O motivo seria o descontentamento com regras de presídios do sistema federal, que proíbem os presos de receber visitas íntimas e gravam conversas entre eles e os advogados.

Os setores de inteligência da Polícia Federal e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) mapearam e desarticularam dois planos do Primeiro Comando da Capital (PCC) para realizar atentados contra agentes públicos e explodir bombas em prédios públicos.

Entre os alvos estaria a sede do próprio Depen, em Brasília.

Os investigadores encontraram, entre os bilhetes apreendidos na Penitenciária Federal de Porto Velho (RO), fragmentos que citam necessidade de ações violentas contra o sistema penitenciário do País durante o período das eleições.

O objetivo, segundo a PF, era “tentar convencer as autoridades a reverem os procedimentos de segurança das penitenciárias federais”, considerados pelo PCC como “opressores”.

Fonte: Tarciso Morais – Renova Mídia

Ver mais

Ricardo Roveran

Aquariano bonitão. Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escreve por amor e nas horas vagas salva o mundo.

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Esses filhos do maligno enquanto cometem seus crimes não pensam na vítima, não estão nem aí, mas quando presos acham o sistema prisional opressor?
    E ainda querem fazer exigências?
    Bizarro é o mínimo que se pode achar.

  2. Ah……que dó!…..que cutecute, uiuiui!……tomar no CÚ eles não querem né?…..FDP’s do caralho!…………agora esses vermes vem querer encher o saco!…………..os caras já comem e dormem as custas do suor do povo, geram gastos públicos exorbitantes aos contribuintes e ficam de mimimi!……..o Brasil realmente precisa mudar!……..minha esperança é que Deus coloque o Bolsonaro na presidência e com margem arrasadora de votos, chega de bandidos ditando as cartas neste País!…..#B17!!!!!………

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close