BrasilEleições 2018Notícias

PDT de Ciro Gomes é aliado de Renan Calheiros em Alagoas

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) anda incomodando com uma das alianças do PDT no âmbito regional: em Alagoas, o partido é liderado pelo deputado federal Ronaldo Lessa, que tem aliança política com o governador Renan Filho (MDB) e o senador Renan Calheiros (MDB).

Ciro e Calheiros já trocaram farpas na imprensa. Em outubro do ano passado, por exemplo, Ciro Gomes condenava Renan Calheiros por ter presidido o Senado Federal durante o impeachment de Dilma Rousseff. A velha narrativa do “golpe” que tanto Ciro quanto Calheiros passaram a adotar.

“A quem o Lula abraçou na viagem que fez ao Nordeste brasileiro, em Alagoas? Renan Calheiros”, sentenciou Ciro Gomes. Ele ainda ironizou a posição do PT de estar ao lado de Renan Calheiros depois do processo do impeachment. Todavia, o PDT de Ciro Gomes em Alagoas parece não concordar com ele.

Portanto, se depender do presidenciável pedetista, o deputado federal Ronaldo Lessa abandona o barco emedebista e se lança ao governo do Estado para enfrentar Renan Filho. O detalhe é: se Lessa topar a empreitada, ele terá como aliado o PSDB do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, e do ex-governador Teotonio Vilela Filho.

O PDT de Lessa já fez parte da base de governo de Rui Palmeira e rompeu a aliança recentemente para fechar acordo com o MDB. O microcosmo alagoano mostra muito bem que as siglas do estamento burocrático apenas se arrumam em função dos interesses pessoais, eleitorais ou do jogo pelo poder. Afinal, Ciro Gomes e Renan Calheiros possuem algo em comum: ambos são defensores ferrenhos do ex-presidente condenado Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula (PT).

O PSDB tenta trazer Lessa para o seu lado. De acordo com bastidores, até na hipótese dele ser apenas candidato a deputado federal, as portas estarão abertas no ninho tucano para a aliança. Em todo caso, Ronaldo Lessa foca em sua reeleição à Câmara de Deputados.

Lessa governou Alagoas por dois mandatos e tentou retornar ao Executivo estadual em 2010, quando enfrentou o ex-governador Teotonio Vilela Filho (PSDB). O pedetista alagoano foi derrotado no segundo turno.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close