Pelo menos 100 pessoas morrem em protestos no Iraque

Foto: Reuters


No Iraque, autoridades informam que passa de 100 o total de mortos em confrontos entre manifestantes antigoverno e forças de segurança.

Os protestos tiveram início na capital, Bagdá, no dia 1º, contra a alta taxa de desemprego e a precariedade dos serviços públicos. Em seguida, se espalharam por cidades do sul do Iraque.

Um porta-voz do Ministério do Interior declarou neste domingo (6) a jornalistas que 104 pessoas morreram, incluindo oito agentes de segurança. O total de feridos chega a 6.107.

O porta-voz negou informações de que forças de segurança dispararam munição real contra manifestantes. Segundo ele, havia “mãos maliciosas” por trás de ações que tiveram por alvo manifestantes e pessoal de segurança.

No sábado, o primeiro-ministro do Iraque, Adel Abdul-Mahdi, anunciou várias medidas para atender às reivindicações dos manifestantes, como o pagamento de auxílio-desemprego e a oferta de moradias subsidiadas para a população carente. Também prometeu se encontrar com os manifestantes e ouvir seus pedidos.

*Emissora pública de televisão do Japão

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

2 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Houve o ataque às torres na cidade de Nova Iorque . Os americanos ficaram chocados . E o presidente daquela época , o Bush , ou bushinha, decidiu atacar o Iraque e destituir o Sadam Hussein , que não tinha nada com o assunto . Era um enorme desgraçado , mas não tinha a mínima culpa coma destruição das torres . Mas no marketing politico , atacar o inimigo errado é menos ruim que não fazer nada. E atacaram o Iraque . Ganharam a guerra , destruíram o país , mataram o Sadam e foram embora .
    Se antes havia uma vida mais ou menos organizada , ao final da guerra o país virou um caos, e pelo fato dos americanos estarem lá , atraíram o que havia de pior no mundo árabe : terroristas espumando pela boca de ódio ao mundo ocidental.
    No Vietnam também foi assim . Quando os americanos saíram de lá , não havia mais um país.
    E o Iraque também está assim . E não é só no Iraque . Toda aquela região está se desintegrando , com milhões de refugiados fugindo para Europa , e muitos morrendo pelo Mediterrâneo na tentativa .
    Mas que diabos , se até um estúpido como eu sabe que o Iraque não tinha nada com o peixe , porque atacaram ? Anos depois , a verdadeira estória apareceu. O vice presidente do Bush , o Dick Cheney , era dono de uma firma prestadora de serviços chamada Blackwater.
    O exercito americano tem padrões rígidos de ética e moralidade , mas esta prestadora de serviços não tem estas amarras , matando todos e destruindo tudo indiscriminadamente . Só por isto , a Blackwater e o Dick Cheney ganharam bilhões de dólares.
    Estas mortes que aconteceram neste fim de semana ainda foram o rescaldo da selvageria que os americanos fizeram por lá, durante a deposição do Sadam Hussein. Depô-lo estava certo , mas o jeito e as justificativas como isto foi feito , totalmente errado.

  • Sérgio Moldura, e você acha que os neocons dão a mínima importância para isso? Estão se lixando. Dizem que defendem os interesses dos cristãos ameaçados, mas é mentira! Querem grana! Ante da guerra haviam 2 milhões de cristãos vivendo no Iraque, após o fim da guerra e do vácuo restaram apenas 200 mil, a maio parte morreu ou teve de fugir para ser enxotado na Europa ou onde que que seja.

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...