PF mete o loco em facção suspeita de ataques no Ceará e leva 15 em cana

Polícia Federal 2


 

A Polícia Federal deflagrou ontem (26/9) uma operação contra uma facção criminosa no estado do Ceará. Foram cumpridos 15 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão em localidades no Ceará e também em Pernambuco.

A ação ganhou o nome de Operação Torre, uma vez que visava alcançar líderes de organizações criminosas suspeitos de envolvimento na coordenação de ataques promovidos desde sábado no estado, mirando veículos e estruturas públicas.

Os grupos teriam sido responsáveis também por iniciativas de depredação de torres de energia na região metropolitana de Fortaleza, em abril deste ano. Na terça-feira (24), sete suspeitos já haviam sido presos. No domingo (22), mais quatro foram detidos.

Segundo os investigadores, a ofensiva foi ordenada por líderes de facções que estão em presídios. Os ataques foram executados por integrantes desses grupos. Os investigados poderão ser punidos por crimes relacionados a danos ao patrimônio e participação em organização criminosa, bem como outros ilícitos que eventualmente possam ser descobertos.

A iniciativa ocorreu em parceria com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do governo do Ceará, do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco/CE) e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Presos

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Ceará, com a operação, já foram presas 74 pessoas por envolvimento em ações criminosas. Conforme o órgão, as equipes continuam investigando casos e atuando para garantir a segurança do transporte público no estado. Isso porque parte dos alvos das facções são veículos como ônibus.

A secretaria disponibilizou canais para que pessoas possam encaminhar denúncias e informações sobre os casos. É possível enviar relatos por meio do 181 e do número de WhatsApp da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas: (85) 98969-0182.

Sobre o Colunista

Ricardo Roveran

Ricardo Roveran

Estudante de artes, filosofia e ciências. Jornalista, crítico de arte e escritor. Escrevo por amor e nas horas vagas salvo o mundo.

Twitter: @RicardoRoveran

4 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Cara, na boa. Esse seu jargãozinho furreca “mete o loco” é mt pobre. Vc está subestimando a inteligência do leitor? É isso? Para mim “meter o louco” é quando vc faz algo que não faz sentido aos olhos dos que estão à sua volta. O que a PF, bem como as demais polícias, é simplesmente fazer o trabalho que lhes fora ordenado. Por favor, pare que essa bobagem que as pessoas podem deixar de ler a matéria só por causa da forma que são chamadas suas notícias e o terça livre pode até perder crédito.

  • corrigindo…

    “O que a PF, bem como as demais polícias, é simplesmente fazer o trabalho que lhes fora ordenado” (frase ficou sem sentido).

    O que a PF, bem como as demais polícias, fazem é simplesmente executar o trabalho que lhes fora ordenado. Teoricamente é assim pelo menos.

Blog Authors

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...