BrasilNotícias

PGR pede ao STJ abertura de inquérito para apurar possível crime de Rogério Favreto

Se o desembargador do Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4), Rogério Favreto, queria holofotes ao ordenar a soltura do ex-presidente Lula, no último domingo (8), conseguiu. O ex-petista ganhou a admiração de meia dúzia de militantes do partido, mas acumulou dores de cabeça na justiça. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou nesta quarta-feira (11) ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) um pedido de abertura de inquérito judicial para investigar o Favreto pelo crime de prevaricação.

Dodge também enviou ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) uma reclamação disciplinar pedindo a condenação do desembargador por infração disciplinar.

A procuradora-geral afirmou que a conduta de Favreto revela “episódio atípico e inesperado que produziu efeitos nocivos sobre a credibilidade da justiça e sobre a higidez do princípio da impessoalidade”.

Os quinze minutos de fama do desembargador podem lhe render quinze anos de dor de cabeça.

Tags
Ver mais

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close