Pipas incendiárias obrigam Israel a reforçar bloqueio da Faixa de Gaza



Israel reforçou na terça-feira (17) o bloqueio da Faixa de Gaza em represália às pipas incendiárias lançadas nos últimos meses a partir do território da Palestina.

Os artefatos incendiários já causaram importantes danos ao setor agrícola israelense.

Três dias depois do pior confronto armado entre Israel e o grupo terrorista Hamas desde a guerra de 2014, o Ministério da Defesa suspendeu as entregas de óleo combustível através de Kerem Shalom, o único ponto de passagem de mercadorias entre os dois territórios.

Na semana passada, o governo de Benjamin Netanyahu anunciou o fechamento imediato desta passagem, o que o Hamas denunciou como um “crime contra a humanidade”.

O endurecimento deste bloqueio intensifica a pressão contra o Hamas e deteriora ainda mais a já muito precária situação humanitária dos território palestinos.

A medida é uma resposta de Israel às pipas com balões incendiários lançados de Gaza, e que já arrasaram mais de 2.600 hectares de terras israelenses.

Depois das pedras, a versão incendiária das pipas se tornou símbolo da mobilização palestina e coloca pressão sobre os dirigentes palestinos que não conseguem conter os danos causados por esses artefatos caseiros.

Fonte: Tarciso Morais – RENOVA Mídia

 

Colunistas

Guilherme Galvão VillaniGuilherme Galvão Villani

Mariliense. Gosto pela Administração, Contabilidade e Finanças. Atu...

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...