Polícia abate 14 criminosos em operação no Rio de Janeiro



Policiais e traficantes entraram em confronto dentro da comunidade Fallet Fogueteiro em Santa Teresa e no Morro dos Prazeres, no Catumbi, na manhã desta sexta-feira (8). Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a intensa ação policial resultou em 14 criminosos mortos.

Durante a operação foram apreendidos: três fuzis, 12 pistolas, carregadores e granadas dentro das favelas.

A PM informou que todos os bandidos abatidos tinham envolvimento com o tráfico de drogas.

Sobre o Colunista

Fernanda Salles

Fernanda Salles

Jornalista/Repórter

30 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Rezando e encomendando as almas para o Tribunal Divino…

    Desnecessárias atitudes, atormentando os de bom coração e de boa vivência…

    __14 …

  • Notícia maravilhosa, que mais marginais morram para que aqueles que tem alguma intenção de entrar nesse caminho vejam que o final não é glória, mas sim a morte, os policiais envolvidos nessa ocorrência devem ser agraciados com todas as honras possíveis, parabéns.

  • Graças a Deus, os policiais puderam mais uma vez voltar sãos e salvos para suas famílias. A missão foi cumprida.
    Estes homens e mulheres policiais, são a linha de frente entre nós e a violência gerada por tanta maldade, ganância e corrupção. Vamos dar todo apoio aos nossos guerreiros!
    #DeusAcimaDeTudo

  • Bandido é bandido, não tem dó de ninguém, então tem que ser assim até o último. Parabéns aos policiais, o Brasil está cansado de bandidos e corrupção.

  • 14 jovens, vítimas da sociedade mortos cruelmente por estarem com TRÊS guarda-chuvas – resultado das mudanças na lei do porte de armas
    Esta será a capa na foice de sp e será amplificada no jornal comunacional

  • Que bom que os policiais não se feriram, a limpeza realmente começo…

    Era todos cidadão de bem, em posse de 12 pistolas, que Deus conforte o coração dos Pais, mais é o salário do crime sendo pago, ainda estava atrasado, hoje é dia 10 já, era pra ser antes…

  • Parabens aos valorosos policiais, tem que receber uma medalha de honra ao mérito. Parabens ao nosso Presidente Bolsonaro e ao Governador do Rio, pois a bandidagem tem que ser enfrentada dessa forma.

  • Necessária limpeza, Deus que me perdoe!!! mas fui ameaçada ser assaltada indo para assistir Missa, 4 desnaturados me cercaram…perto da Igreja, mas foram impedidos de me roubar, quando ouviram fogos( aniversario de um membro da paróquia) assustaram e sair rápido, entrei na Igreja e chamei a Policia.
    PMs ficaram fazendo a ronda, até a Missa terminar… fomos embora, mesmo assustados.

    Canalhas vivem rodeando: ponto d e ônibus, farmácia, loja, Templos, estrada acesso às praias…

    Limpar os becos e guetos, SIM. APOIO.

  • Uns dos sonhos que eu tinha, era um Rio de Janeiro onde a Polícia pudesse trabalhar em paz, sem problemas legais ou de opinião pública, onde ela não precisasse matar ninguém. Mas para isso acontecer, a justiça tem que estar limpa e o Rio de Janeiro livre do tráfico de drogas. Até lá, alguém terá que morrer. Que sejam bandidos então!

  • A cada bandido morto, deveriam receber uma gratificação, pois estes vermes não tem pena de ninguém.
    E para vc que defende, vai lá na hora que o bicho está pegando e leva flores ou recite uma poesia, quem sabe assim eles não se entregam e evita o desperdício de munição.

  • A CIDADE DO RIO DE JANEIRO É UMA FAVELA COM UMA CIDADE CADA VEZ MENOR NO MEIO, UMA TÁTICA ANTIGA DE DOMÍNIO DE REGIÕES.

    ALGUÉM JÁ PAROU PARA CONTAR QUANTAS FAVELAS OU COMUNIDADES SURGIRAM EM TERRENOS CONTROLADOS PELAS FORÇAS ARMADAS?

    CERTA VEZ, SE NÃO ME FALHA A MEMÓRIA : O PRESIDENTE BOLSONARO PERGUNTOU A BENEDITA DA SILVA, SE A COMUNIDADE DA ZONA SUL QUE ELA GANHAVA SEUS VOTOS NÃO ERA DO CLUBE DA AERONÁUTICA. BEM, FICA A PERGUNTA A REGIÃO DO COMPLEXO DA MARÉ NÃO ERA ADMINISTRADA PELAS FORÇAS ARMADAS, ASSIM COMO MUITAS REGIÕES DA ILHA DO GOVERNADOR QUE HOJE PODE SER CHAMADA DE ILHA FAVELA. É SE FALARMOS DO COMPLEXO DE FAVELAS DA PEDREIRA QUE PEGA DOS BAIRROS DE ANCHIETA, GUADALUPE, FAZENDA BOTAFOGO, ACARI ATÉ PAVUNA.

    Essa região do confronto é dominada pelo tráfico de drogas há décadas, pertence aos Bairros do Rio Comprido e Santa Teresa, bairros que já foram da elite carioca, até a década de 60, mas foram favelizados graças a incompetência do Poder Público.
    O que chama muita a atenção é : os Quartéis Generais de todas as Forças de segurança do Estado e Município do Rio de Janeiro, estão a poucos km do complexo de favelas de Santa Tereza e do Rio Comprido, assim como todo Ministério Público e Judiciário , não seria prova da incompetência do Poder Público que vive dos Tributos Escorchantes que pesa sobre o contribuinte, de não acabar com esses conflitos ou seria: a cumplicidade por parte das autoridades competentes?

    NÃO FALTA TERRA NO BRASIL, FALTA FISCALIZAÇÃO E PUNIÇÃO.

    FAVELA É NOME DE UMA ÁRVORE ESPINHOSA E O NOME CORRETO SERIA MORRO DOS CORTIÇOS.
    TRISTE VER PESSOAS PASSANDO POR ISSO, MORANDO EM REGIÕES ASSIM, MESMO ALGUMAS ACHANDO QUE É VANTAJOSO NÃO PAGAS TRIBUTOS COMO A QUE NÃO MORAM NESSAS REGIÕES.

  • Precisa limpeza. Basta o bandido se render. Mas…pelo visto querem o confronto.

    Isso aí tem que ser final feliz para a polícia sempre. Não tenho dó de bandidos armados que reagem.

    Não tenho mesmo.

  • Boa noite!!!
    Até que enfim chamam bandidos de traficantes …os outros chamam de cidadãos um meliantes com fuzil….
    Saudoso delegado de polícia Sivuca. Bandido bom é bandido morto enterrado em pé para não ocupar espaço…

  • O mais incrível é que já tem gente usando a palavra “chacina”. Desde quando traficante morto pela polícia é vítima do que quer que seja ?

  • Parabéns ao policiais. Colocando suas vidas em risco para ajudar a população do Rio de Janeiro.
    Lamento pela vida dos traficantes, eles com certeza tiveram outras oportunidades, porém a suas escolhas foram de morte. Que sirva de exemplo para seus colegas. Avante Brasil ! #PatriamadaBRASIL

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...