fbpx

População denuncia forte perseguição do regime da Nicarágua

 


O regime da Nicarágua tem efetuado uma forte perseguição contra os setores que participam dos protestos mediante capturas, desaparecimentos e queima de propriedades, enquanto vende a “falsa” imagem de normalidade no país

A denúncia foi feita nesta terça-feira (31) por um movimento opositor.

“Basicamente há ameaças, capturas, desaparecimentos, saques e queima de casas de opositores”, declarou o ex-deputado José Pallais, dirigente da opositora Frente Ampla pela Democracia (FAD).

A intenção do regime é “extinguir todas as vozes críticas, fazê-las desaparecer”, destacou Pallais, afirmando que vários opositores foram capturados, as casas de pelo menos três foram saqueadas e duas foram queimadas, em meio à repressão dos protestos.

A FAD repudiou “estas novas formas de repressão, intimidação e perseguição”, em um comunicado lido em coletiva de imprensa por sua coordenadora, Violeta Granera.

Ela acrescentou:

“Isto aumentou a cifra de desaparecidos, assim como de prisioneiros de consciência que enfrentam, em processos ilegais, acusações de terrorismo formuladas pela Promotoria, depois de ter sido detidos arbitrariamente e levados a prisões clandestinas.”

Fonte: Tarciso Morais – RENOVA Mídia

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...