BrasilNotícias

Portal de notícias faz carinho em abortistas!

O portal de notícias BBC fez uma “investigação” em um grupo secreto de Whatsapp no qual se vende clandestinamente o misoprostol, medicamento de uso exclusivamente hospitalar, utilizado em induções de parto ou abortos “legalizados”. A matéria pinta as moderadoras do grupo como heroínas caridosas. As gestantes em desespero geralmente perguntam inicialmente se vão “sangrar até morrer”.
Uma fonte consultada pela redação relata ter tido, há um ano, o chamado aborto retido, nome dado à situação em que o embrião não se desenvolve. Neste caso, a conduta médica é, após a detecção de assistolia (ausência de batimentos cardíacos fetais) no ultrassom, por volta de 7 ou 8 semanas, aguardar, simplesmente aguardar. A mulher que consultamos relata que, no que seria a décima semana de gestação, começou a sangrar e, sim, quase sangrou até morrer, e foi apenas a natureza agindo. Agora, sugerimos que o leitor imagine a hemorragia provocada uma dose cavalar de um medicamento de uso exclusivo de hospitais, sob indicação de leigas cuja única intenção é matar bebês.
A “investigação” deveria ter sido terminada em uma denúncia à polícia, o que imaginamos que o portal de notícias citado no início de nosso texto. Em vez disso, a matéria pinta as moderadoras do grupo como heroínas. Parabéns por incentivar crimes, em vez de fazer jornalismo.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Simplesmente revoltante! É um canal que se diz sério promovendo abertamente o aborto e ainda mostrando a possibilidade de quem precisa onde encontrar meios para fazê-lo!!! Tenho nojo dessa mídia comprada!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close